Artigo, Marcelo Aiquel - Não se gasta pólvora com chimango.

Existe este velho provérbio muito utilizado no pampa gaúcho, que tem sua origem na América do Sul (o chimango, pra quem não sabe, é um pássaro predador cuja carne não se presta para alimento humano) e era utilizado pelos federalistas (Maragatos) da revolução de 1893 ao referirem-se de forma pejorativa aos republicanos (também conhecidos como Chimangos).
                
Ou seja, sempre que alguma coisa não valia o custo benefício para se adquiri-la, no RS se usava o ditado: não se gasta pólvora com chimango.
                
Até hoje ainda se utiliza esta expressão, que vou pegar como “gancho”para este artigo.
                
Explicado, de forma sucinta, o significado do termo, digo que comentar o fato que motivou este texto de hoje seria o mesmo que gastar pólvora com chimango.
                
Pois não é que o “patético” deputado federal gaúcho Paulo Pimenta (o mesmo que já foi flagrado numa garagem em Brasília, num encontro nebuloso com o publicitário Marcos Valério, quando ocupava a vice-presidência da CPI do Mensalão) resolveu gravar um vídeo em defesa da sua colega Maria “chororô” do Rosário, referente ao affair envolvendo ela e o apresentador Danilo Gentili.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

21 comentários:

Anônimo disse...

ESSA ESQUERDA PODRE E DOENTE QUE ESTA DESTRUINDO COM O FUTURO O PROGRESSO E A MODERNIDADE DO NOSSO POBRE BRASIL....IMAGINA A MOÇA DO GRELO DURO RECLAMANDO..QUE VÁRZEA...A QUE PONTO CHEGAMOS...MAS NEM NO IRAQUE TEMOS POLÍTICOS TÃO ESTÚPIDOS ASSIM...E O PIOR É QUE FORAM ELEITOS E RECEBEM PARA FAZER ESSAS BESTEIRAS DIÁRIAS....

Anônimo disse...

Acho que assim que passar a chuva e o inverno a lava jato vai passar por aqui. Vai ter muito trabalho.

Adilson disse...

De mentira em mentira essa essa sub-raça de políticos gerados por uma ideologia chimanga chegou ao Poder. De mentira em mentira, no Poder, roubaram pacas!

E de mentira em mentira querem voltar e roubar o resto.

Mordaz disse...

Não gastar pólvora com chimango é uma triste lembrança dos maragatos que degolavam. Péssima lembrança de ódio.

Sherir Racional disse...

Estão falando tão mal do deputado tão fofinho da foto.
Tive uma dó muito grande quando ele falava na Câmara dos Deputados reclamando contra o chamamento do exército em Brasília, devido as comemorações na praça lá fora.
O ruim mesmo é o auto falante da Câmara não ser bom e ele tinha que repetir sempre para ser ouvido pelo Rodriguinho, naquela chiadeira toda, ora pois.
O barulho, a chiadeira lá mais parecia o do cachorrinho da vizinha que late, late, late e não para de latir aquele latido fino que atrapalha todo mundo enquanto as pssoas lá estão, ai Jesus

Anônimo disse...

É que para não gastar com pólvora, usavam a "gravata colorada"...
O coronel maragato Adão Latorre, aplicou uma "gravata colorada" no oficial chimango Manoel Pedroso...

Ivan Vilis disse...

Pelo que se entende, o articulista colocou o fato de haver muitos chimangos na política. Eleitos e eleitores.
Se o articulista e o editor forem mais a fundo na origem do nome do pássaro imprestável, além de predador, irão ter certas surpresas, não muito publicáveis. Há literatura antiga para isso.
Como decorrência das andanças pelo mundo e para povoar o sul acossado e assolado pelos castelhanos, os portugueses trouxeram imigrantes diversos, inclusive chineses, estes de regiões onde o culto a permissividade sexual era notória. O chchchch pronunciado por tais orientais ao falar o nhangapi (língua antiga falada no Brasil, antes do Marques de Pombal)marcou os descendentes sem pai das chinesas (chinas), os chchchch.... E a moda pegou.

Anônimo disse...

" Quem planta vento colhe tempestade "

Anônimo disse...

Prezado Dr.Marcelo Aiquel,
"Chimango",vem da revolução de 1923 não de 1893.
O apelido,veio do famoso "Poemeto Campestre"de autoria do Dr.Ramiro Barcelos,que fez sátira ao Dr.Antônio Augusto Borges de Medeiros,então Presidente "eterno"do Rio G.do Sul.
O poemeto tem por título "Antônio Chimango",não só pelo fato de ter a ave carne incomestível,mas sim por ser ave "de rapina",motivo maior do título escolhido por Barcellos.
Dr.Aiquel,consulte a bibliografia histórica do RS.

Unknown disse...

Não morro sem ver esta Mª do Rosário se transformar em Mª das Algemas...
é um sacrilégio uma destrambelhada destas ter o rosário no nome!!!

Luiz Vargas disse...

Sugiro que o PeTralha PP vá a uma das lojas de uma certa rede de farmácias (que está se expandindo pela região sul de forma miraculosa. por que $erá?) e compra umas do$e$ de calmante$.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 11,15.
Não entendi tanto besteirol.

Anônimo disse...

Nesse partido corruPTo só tem gente incompetente...!!!!!!!!

Anônimo disse...

Pimentinha --O profeta cheira-saco

Anônimo disse...

Dois hipócritas que deveriam ser excluídos da vida política nacional.

FAÇANHA,O INTEGRALISTA disse...

MARIA DO ROSÁRIO É UM BLEFE NA POLÍTICA, MAS ESSE GENTILI É UM ESCROTO, DE ESCASSA MASCULINIDADE...

Anônimo disse...

Pimenta ou Pimentel nos Estados dos outros é refresco.

Anônimo disse...

Nunca li Projeto de utilidade de nenhum dos dois, de Maria do Rosário ou de Pimenta . Não sei o que fazem na Câmara dos Deputados, além de confusão , com o objetivo de aparecer na mídia. Democracia custa muito caro .!!!

Anônimo disse...

Tem que consultar o coxinha articulista para apoiar uma colega de partido?

Anônimo disse...

a ma.do rosario ja foi boa, agora ta veia, esbagulhou

Anônimo disse...

Essa senhora não agrega nada para o RS, tomara 2018 seja banida da política gaúcha.