Quatro cidadãos gaúchos foram abatidos como gado, esta manhã, em Porto Alegre

O editor foi obrigado a engolir tudo o que escreveu no início desta manhã, quando afirmou que a presença maciça de brigadianos no policiamento ostensivo evitou chacinas neste final de semana de Porto Alegre.

Acontece que quatro pessoas foram mortas a tiros na manhã deste domingo em dois episódios de violência registrados na Zona Sul de Porto Alegre.

Em um dos crimes, três pessoas, sendo dois homens e uma mulher, foram baleadas em uma casa na Alameda 5 da Rua Dona Luísa, no bairro Nonoai, nas imediações da Rua Orfanotrófio.
A mulher foi identificada como Indiara Silva Leal, de 28 anos, e um dos homens, como Denilson Neves Monteiro, de 16 anos. O terceiro homem não foi identificado. 

Apenas duas horas depois do triplo homicídio, a polícia recebeu a informação de que uma quarta pessoa havia sido morta a tiros no Beco do Rio Tejo, perto da Rua Erechim, a cerca de 1,5 km do primeiro caso. A vítima foi identificada como Ivan Ferraz da Silva, de 49 anos.