Policiamento ostensivo e maciço da Brigada reduz quase a zero o abate de gaúchos neste final de semana

As exceções foram as de um homem assassinado em Viamão e de um bandido abatido em São Leopoldo.

O reforço de 398 novos PMs  nas ruas em Porto Alegre e a maior presença da Brigada Militar, reduziram a zero os tradicionais fins de semana sangrentos no Estado. Um edital de novo concurso voltado à segurança pública deve ser lançado nos próximos 45 dias. A promessa do governo é que sejam abertas mais 4,3 mil vagas para a Brigada Militar, e a expectativa da corporação é de que até o fim do primeiro semestre de 2018 esse contingente passe a atuar e ajude a diminuir o déficit de aproximadamente 50% de efetivo (o previsto é 37 mil policiais).

A promessa de reforço nas patrulhas foi feita pelo governo estadual na sexta-feira, dia em que se concretizou uma das mais importantes ações contra o crime organizado já feitas pelas autoridades gaúchas: a remoção de 27 líderes de facções criminais para outros Estados.

3 comentários:

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Polibio, por favor, tira do ar essa bajulação que fazes aos guardas do misto de filósofo e humorista caxiense, pois pelo menos parte teus leitores ainda não foram idiotizados pela de$one$ta por que $onegadora RB$.

Ultra 8 disse...

Perfumaria para 2018...

Anônimo disse...

As vítimas deveriam processar o Estado, uma vez que lhes tirou o direito à auto-defesa e o Estado não está cumprindo o dever de lhes proteger! Ou isso ou nos devolvam o direito à portar armas e o nosso direito à auto-defesa.