De herdeiro de Tancredo e quase presidente a denunciado na Lava Jato: a história de Aécio

Nesta reportagem de Fernanda Odill, a BBC Brasil  conta que um dia antes de o Senado aprovar o impeachment da então presidente Dilma Rousseff, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) subiu na tribuna do plenário para atacar sua principal adversária na campanha presidencial de 2014. O que ele disse na ocasião:

- Se apoderaram do Estado Nacional com a sensação da impunidade, de estarem acima da lei. Pois bem, o tempo passou e a resposta está aí", disse no dia 30 de agosto, num discurso que durou 11 minutos.

Leia toda a reportagem:


Menos de um ano depois, as palavras proferidas pelo tucano parecem ter se voltado contra ele próprio. Aécio se vê hoje afastado do cargo por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), teve prisão pedida pela Procuradoria-Geral da República e, nesta sexta-feira, foi denunciado por Rodrigo Janot sob a suspeita de corrupção passiva e obstrução de justiça.

CLIQUE AQUI para ler mais.