Temer fará concessões à Força Sindical durante tramitação da reforma sindical no Senado

Aprovada na Câmara, a reforma trabalhista passará a tramitar no Senado esta semana, onde poderá sofrer alterações.

O governo Temer tentará negociar alguns pontos com a Força Sindical, braço sindical do Partido Solidariedade, que ajudou a derrubar Dilma e que agora enfrenta seus aliados da época, tendo se juntado ao PT nos casos das reformas.

Temer estaria disposto a rachar a aliança das centrais sindicais, negociando diretamente com a Força. Estaria entre os pontos centrais, o escalonamento do fim do imposto sindical, que teria três anos para cair.

14 comentários:

Anônimo disse...

Se fizer isso queima a ponte do grupo de apoio que realmente está com ele. Vai vender a alma ao diabo. Não acredito que um político com a experiência dele, caia nessa conversa.

Anônimo disse...

A única coisa realmente boa nesse monstrengo e a múmia paralítica está querendo escalonar o imposto sindical?

Anônimo disse...



Temer, não arrie as calças para o Paulinho da Força!!!

Os brasileiros trabalhadores honestos não querem mais pagar imposto sindical pra vagabundos petralhas bolivarianos.

Sem essa de escalonar o fim do imposto compulsório.

Vais perder o apoio da maioria do povo brasileiro, que pediu muito e aprovou o fim do imposto sindical!!

Anônimo disse...

Covarde! Já começa a se dobrar para os sindicatos. Dezessete mil sindicatos é um absurdo. Vão continuar com a corrupção e mamando durante 3 anos? O imposto é para ser extinto já! Agora! Imediatamente!

Anônimo disse...


Temer não deve fazer isso!!!

Retroceder no fim do imposto sindical.

São 99% de trabalhadores brasileiros pedindo o fim da obrigatoriedade deste imposto sindical, pra bandidos vagabundos em todos os sindicatos, que estão quebrando o Brasil em todos os sentidos.

Alô Generais de salto alto. Pra que vocês servem?

Não existe mais guerra convencional, e o Brasil está refém de guerrilheiros urbanos - CUT, MTST, e rurais - MST.

Pergunta aos Generais:

Vocês acreditam que o Brasil está vivendo com Ordem e Progresso???

Vocês crêem que os três poderes, especialmente o STF e o TSE, são honestos e fazem o bem para o Brasil??

É este o Brasil que vocês aprovam??

ASSIM ESTÁ BOM PRA VOCÊS MILITARES?


Unknown disse...

Não caga na rabixola Temer!!!
Cai fora desta escumalha!!!
Pelego bom é pelego preso!!! E fim do pau!!!

Anônimo disse...

Ué, mas o imposto sindical não vai cair, ele vai deixar de ser obrigatório, paga quem quer, o paulinho que se vire nos trinta pra arrecadação nao cair e ofereça atrativos para atrair os trabalhadores, quanto ao temer, que deixe de ser frouxo.

Façanha, o advogado do povo disse...

O ZERO POSUDO...ACHO-TE UMA GRAÇA, Ó TEMER!

Anônimo disse...

https://folhapolitica.jusbrasil.com.br/noticias/159300171/dono-do-ultimo-jornal-de-oposicao-da-venezuela-diz-que-o-brasil-esta-no-mesmo-caminho

Anônimo disse...

Extinção do Imposto sindical não tem volta, Temer. Dá um carguinho para o Paulo, para ele ficar quieto!

Anônimo disse...

Fiz a paralização de 01 dia contra a reforma previdenciária.
A manifestação não foi minúscula, mas aquém do esperado.
A greve em si foi acima do normal, mas a maior parte do público de fato foi composta por funcionários públicos, especialmente professores.
Os números divulgados pelo governo federal claramente estão abaixo do real, mas o mesmo pode ser dito pela CUT.
Inocência acreditar acreditar cegamente em cada lado.
Políbio, vc se equivoca ao chamar todos de vagabundos. A reforma previdenciária nos moldes atuis é injusta ao contribuinte, uma vez que está protegendo imigrantes, funcionários/servidores públicos que entraram até 2003, Loas idoso, rurais, mulheres, militares, policiais, e todos da turma do "direito adquirido".
Ou seja, é uma reforma que mantém privilégios imorais.
O justo seria idade mínima de aposentadoria nos 60 anos, para todos, sem exceção, e forma de cálculo com base em 80% dos maiores salários de contribuição.
Mas não é o que acontece. Lembrando que com apenas 25 anos de aportes no tesouro direto já se consegue valores até superiores ao atual.
Ou seja, o governo protege castas e a conta fica no lombo do homem, mais uma vez sendo feito de trouxa.
Sobre a maioria dos manifestantes da greve, infelizmente a maioria não concorda comigo, a maioria é esquerdista, sou um dos poucos da direita que paralisou.
O pessoal da direita está muito omisso, um equívoco forte, uma manifestação do pessoal da direita seria bem vista, separando os inúmeros excessos da esquerda.
Sobre vc continuar trabalhando até os 75 anos, que ótimo, também farei isso, mas desabonar pessoas que não vão a tal idade é de um raciocínio superficial, para não dizer pior.
Quem de fato pagou a previdência tem um direito justo de não ser feito de trouxa pelo governo que insiste em proteger castas.
Peço a gentileza de meditar sobre isso que informo.
Atenciosamente,

Façanha, o Pensador disse...

O Temer já fez o "grand écart" na mudança na previdência, agora vai abrindo as pernas 180° na questão trabalhista.

Anônimo disse...

Não te mixa Temer, fim do imposto sindical já!!!!!

Anônimo disse...

VALEU A GREVE