Onde estão os e-mails de Dilma para Mônica Moura ?

A mídia atenta dos maiores jornais, revistas e TV, ainda não procuraram tirar a limpo as histórias que Mônica Moura e João Santana contaram a respeito dos e-mails 2606iolanda@gmail.com e da governanta Rose, contratada por R$ 4 mil mensais e paga com dinheiro sujo.

Governanta - Quem é Rose ? Para quem ela trabalhava de fato, já que a mordomia do Palácio Alvorada é toda paga com dinheiro público e despesas de todo gênero foram pagas pelos cartões corporativos indevassáveis do presidente ? Rose atuava em Brasília ou em Porto Alegre ?

E-mail - Até agora, só foram publicados e-mails expedidos por Mônica para Dilma, o que prova muito pouco, ainda que tenham sido autenticados por cartório. Onde estão os e-mails expedidos por Dilma, sobretudo a mensagem que avisou-os sobre a iminente prisão, dois dias antes ? Isto é o que provará tudo, inclusive a memória de Dilma sobre seus anos de terrorista da VPR. Foi na ação de terror urbano que ela conviveu sob o cutelo de Costa e Silva, marido da gaúcha Iolanda Costa e Silva, e que gente sua assassinou em 26.06, 1968, o soldado Mário Kozel.

CLIQUE AQUI para saber como foi o assassinato do soldado, obra da VPR de Dilma.

Nota do editor - Quem tiver informações e documentos, pode enviar para polibioadolfobraga@gmail.com ou WhatsApp 51-98434.4403. Será mantido sigilo de fonte.

11 comentários:

Anônimo disse...

Impressionante a desinformação do editor. Não houve nenhum e-mail enviado de Monica para Dilma e vice-e-versa. Era apenas feito um rascunho de e-mail que nunca era enviado, que uma escrevia e a outra lia e apagava, indicando que havia lido, justamente para o e-mail não ser enviado e não ficar registrado pelo Gmail. Qualquer pessoa minimamente informada e que conheça e-mails já sabe disso. Só existe cópia autenticada em cartório porque Monica tirou UMA FOTO do e-mail, se não jamais se poderia saber o que foi escrito.

Anônimo disse...

E-mail: Eles não trocavam emails. Tinham esta conta comum aos três e deixavam na pasta rascunhos. Não era enviada, ficava na pasta. Depois de lida pelo outro (que também tinha acesso a mesma conta) era excluída. Portanto nunca saiu e nunca entrou email na conta, apenas iam da pasta rascunhos para a lixeira. Muito boa estrategia!

ARS disse...

De acordo com os depoimentos, as mensagens ficavam na pasta rascunho e não eram enviadas. Assim, aparecerá somente o correio que está sendo usado, sem o nome de quem envia. Depois de lidas, as mensagens eram apagadas. Somem da caixa rascunho, mas podem ser recuperadas pelo administrador do serviço, que é a Google.
Tremenda burrice usar correio do maior centro de espionagem que existe para cometer crimes. A Google tem o maior banco de dados que já existiu. A hora que quiser pode mostrar essas tramoias e outras mais, basta a PF pedir.

Anônimo disse...

Ao contrário anonimo das 10:04, se os tais emails fossem verdadeiros e existessem de fato, a imprensa marrom glace já teria explorado e dilma já estaria presa. Obvio que Monica Moura "forjou" os emails. Virou manchete o JN disse que eram verdadeiros e ficou como se verdadeiro fosse, como sempre acontece na midia marrom glace.

Anônimo disse...

A AÇEÇORIA da Dilma está no blog. Apenas confirmam a toupeirice petralha.
A Dilma agora discorda das opiniões dos dois, pois é o dela que está na estaca.

Anônimo disse...

Petralha 09:52, responda rápido: qual é o simétrico do inverso? Deu caimbra?

Anônimo disse...

Com certeza muitas perguntas merecem respostas. A quadrilha era capaz de tudo. Prisão já para essa gente sem escrúpulos.

Anônimo disse...

Detectado esquerdopata um último grau, perde a noção dos fatos, aprovam a corrupcao e os corruptos.

Anônimo disse...

Detectado esquerdopata em último grau, perde a noção dos fatos, aprovam a corrupcao e os corruptos e o pior ainda sai em defesa deles.

Anônimo disse...

A insistência dos esquerdopatas sustenta minha TESE de que essas pessoas são VÍTIMAS da SÍNDROME DE ESTOCOLMO. Sofreram intimidações durante 13 anos e acabaram AMANDO os ALGOZES .!!!

Unknown disse...

O sistema criado e usado pelas duas, consistia em escrever no rascunho, não enviar e apagar. Portanto, tais emaila, não existem. Só sobrou um Que Mônica esqueceu de apagar. É esse que foi registado no cartorio