Velloso ainda não respondeu a Temer se aceita assumir Justiça

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Carlos Velloso confirmou nesta quinta-feira ter sido convidado pelo presidente Michel Temer para “ajudar a salvar o Brasil” à frente do Ministério da Justiça, mas está indeciso se aceita ou não a incumbência.

O principal entrave para assumir a pasta é ter de abdicar de mais de 50 ações em que atua como advogado.

11 comentários:

Anônimo disse...

Inclusive aquelas nas quais defende o Mineirinho.

Anônimo disse...

FALTOU DIZER: entre as açoes estão as do MINEIRINHO, aécio das neves, o do AEROPORTO NAS TERRAS DO TITIO.....LISTA DE FURNAS....#HIPOCRISIAPURA

Anônimo disse...

ERRADO CARO POLÍBIO, O PRINCIPAL ENTRAVE É A CORRUPÇÃO GENERALIZADA EM TODOS OS PODERES DA REPÚBLICA QUE SE ESTENDERAM PARA GRANDE PARTE DO MUNDO, E QUE MAIS CEDO E MAIS TARDE RESULTARÁ DE MANDATOS INTERNACIONAIS DE PRISÃO PARA MUITA GENTE. E ATÉ POR SER ADVOGADO DE MUITOS ELE SABE DISSO.

Anônimo disse...

Só um idiota assumiria um ministério em um governo em adiantado estado de putrefação ...
Ou alguém querendo fazer muita grana, é claro, o que não parece ser o caso desse cidadão.

Anônimo disse...



É um convite para forca.

Em meio a escândalos de corrupção que envolvem o anfitrião, o convidado está tentando dar tempo ao Temer, para que este ache outro trouxa para descascar este abacaxi.

Anônimo disse...

Esse tem o rabo preso, já estão pipocando os furos do elemento, que usa a condição de ex-ministro do STF para se beneficiar.

Anônimo disse...

COMUNISTA DESEMPREGADO LACAIO DO GANGSTER CHEFE DA ORCRIM DO QIADRILHAO: CALA A BOCA!

Anônimo disse...

SOU CONTRA O GLOBALISMO GRAMSCISTA. PORTANTO BOLSONARO NA CABEÇA.

Anônimo disse...



Aposentado e ganhando muito bem, o cara vai fazer o que no governo Temer?

Só se incomodar e ainda por cima arriscar a ir em cana.

Anônimo disse...

Cunha abre fogo: quem precisa de blindagem é Temer:

17/02/2017 - O Tijolaço

A nova lista de perguntas de Eduardo Cunha a Michel Temer, na Justiça, é pura dinamite.

Michel Temer vai precisar como nunca da blindagem que lhe deu o juiz Sérgio Moro ao vetar parte das perguntas feitas pela primeira vez, que acabaram levando à conexão Temer-Odebrecht, via Eliseu Padilha e José Yunes, que acabou demitido.

Agora, a tarefa cabe ao juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Criminal Federal de Brasília.
Agora, a porta dos fundos do ocupante do Palácio do Planalto é Moreira Franco, a quem blindou com a nomeação como ministro.
Das 19 perguntas, que listo abaixo, dez versam sobre o “Angorá”.

E uma é especialmente intrigante:

Tem conhecimento de oferecimento de alguma vantagem indevida, seja a Érica ou a Moreira Franco, seja posteriormente, para liberação de financiamento do FI/FGTS?
Érica? Quem poderia ser?

Bem, ao que se saiba só houve uma Érica na vida de Michel Temer, a jornalista Érica Ferraz, com quem tem um filho, hoje com 18 anos.

As respostas, mesmo se as perguntas forem indeferidas, logo começarão a surgir. E o Planalto, finalmente, pôs-se em marcha para soltar Eduardo Cunha.Talvez seja tarde demais.

As perguntas de Cunha.
1 – Em qual período o senhor foi presidente do PMDB?
2 – Quando da nomeação do senhor Moreira Franco como vice-presidente de
Fundos e Loteria da Caixa Econômica Federal, o senhor exercia a presidência do PMDB?
3 – O senhor foi o responsável pela nomeação dele para a Caixa? O pedido foi feito a quem?
4 – Em 2010, quando o senhor Moreira Franco deixou a CEF para ir para a coordenação da campanha presidencial como representante do PMDB, o senhor indicou Joaquim Lima como seu substituto?
5 – O senhor conhece a pessoa de André de Souza, representante no Conselho dos Trabalhadores no FI/FGTS à época dos trabalhadores?
6 – O senhor fez alguma reunião para tratar de pedidos para financiamento com o FI, junto com Moreira Franco e André de Souza?
7 – O senhor conhece Benedito Júnior e Léo Pinheiro?
8 – Participou de alguma reunião com eles, junto com Moreira Franco para doação de campanha?
9 – Se a resposta for positiva, estava vinculada a alguma liberação do FI?
10 – André da Souza participou dessas reuniões?
11 – O senhor conheceu Fábio Cleto?
12 – Se sim, o senhor teve alguma participação em sua nomeação?
13 – Houve algum pedido político de Eduardo Paes, visando à aceleração do projeto Porto Maravilha para as Olimpíadas?
14 – Tem conhecimento de oferecimento de alguma vantagem indevida, seja a Érica ou Moreira Franco, seja posteriormente para liberação de financiamento do FI/FGTS?
15 – A denúncia trata da suspeita do recebimento de vantagens providas do consórcio Porto Maravilha (Odebrecht, OAS e Carioca), Hazdec, Aquapolo e
Odebrecht Ambiental, Saneatins, Eldorado Participações, Lamsa, Brado, Moura Debeux, BR Vias. O senhor tem conhecimento como presidente do PMDB até 2016 se essas empresas fizeram doações a campanhas do PMDB. Se sim, de que forma?
16 – Sabe dizer se algum deles fez doação para a campanha de Gabriel Chalita em 2012?
17 – Se positiva a resposta, houve a participação do senhor? Estava vinculada à liberação desses recursos da Caixa no FI/FGTS?
18 – Como vice-presidente da República desde 2011, teve conhecimento da participação de Eduardo Cunha em algum fato vinculado a essa denúncia de cobrança de vantagens indevidas para liberação de financiamentos do FI/FGTS?
19 – Joaquim Lima continuou como vice-presidente da Caixa Econômica Federal em outra área a partir de 2011 e está até hoje, quem foi o responsável pela sua nomeação?

Anônimo disse...

Ouvi a entrevista de Carlos Veloso na Radio Jovem Pan e acredito que aceitará o desafio.Está esperando a O Senado sabatinar o Alexandre de Moares para Ministro do Supremo, o que ocorrerá na terça feira da próxima semana.