Queda de 22,75% na cotação do dólar volta a inviabilizar exportação de calçados

Preocupação dos setores exportadores de calçados, segundo informe desta manhã ao editor, é a queda dólar:

Um ano atrás: R$ 4,00
Hoje: R$ 3,09
( - ) 22,75 %

O dólar calibrado para exportação não pode cair de R$ 3,40.

15 comentários:

Anônimo disse...

Que fechem entao e quebrem esses fabricantes incompetentes que nao tem produtividade e condicoes de competir internacionalmente. Bye bye

Anônimo disse...

O governo que faca sua parte baixando os impostos assim nao precisa fechar as firmas exportadoras.

Anônimo disse...

Quanta asneira... Então façamos assim: Vamos remunerar nossos funcionários de acordo com o salário vigente em 2003, quando tinhamos o dólar a R$ 3,00 e até R$ 4,00. Fica mais fácil, além de o diesel deveria ser algo em torno de R$ 0,88, e por aí vai. Agora, "que fechem e quebrem esses fabricantes incompetentes"..... quanta petulancia / ignorancia.. !!! Bom, não é de estranhar ....

Anônimo disse...

A política cambial do Temer/PMDB está quebrando todos os setores que trabalham com exportações,mas estes setores estão quietinhos o que é de estranhar

Anônimo disse...

O país não tem política para exportação,quando dollar cai deveriam reduzir tributos...produto brasileiro é o mais caro do mundo. Exportamos tributos e nao geramos riqueza...a verdade é essa.

Anônimo disse...

Concordo 13:13, os chinas são bem competitivos, não tem juizes Robin Hood, normas ambientais, tarifaço, custo Brasil etc etc etc.

E ainda pagam pixuleco nas alfândegas pra passar containers frios...........

Anônimo disse...

AO IMBECIL DAS 11:19 E QUEM VAI SUSTENTAR A CAMBADA DE INÚTEIS DO TERCEIRO SETOR NO BRASIL SE INDÚSTRIAS FECHAREM??????

Anônimo disse...

Uffa!!!!!!!!!!! Ainda bem que nem dilma e nem lula são presidentes e o governador não do PT, se não, os mesmos que estão chamando os empresários de incompetentes e que as fábricas devem fechar, estariam de boca cheia acusando o PT de abandonar as indústrias gaúchas e brasileiras e, com isso, responsáveis pela sua quebradeira.

Anônimo disse...

No passado dólar a menor de 1 real e exportações de calçados iam bem.

Querem ajuda do governo, só isso.

Anônimo disse...

Alemanha é forte, porque tem uma indústria forte.
imaginar que o setor de prestação de serviços e comércio irão garantir empregos e desenvolvimento é ter uma visão muito curta de mercado de Calçados e qualquer outro produto.
O Dólar passa a ser o único objeto de viabilidade comercial, porque não houve qualquer reforma para simplificar a vida das empresas produtoras.
Continuamos presos a burocracia governamental, normas, taxas, custos, regramentos de toda a ordem, não esquecendo da CLT a e "justiça" do trabalho.

Anônimo disse...

Na verdade, o dólar hoje deveria situar-se na faixa de R$ 8,00 a R$ 10,00.

Anônimo disse...

O "economista" das 11:19 deve ter alguma profissão abastecida por tetas fartas.
O Japão cresceu no pós guerra e provavelmente mantenha até hoje a moeda a 1/100 do dólar.
Na China era, até pouco tempo, 1/8 do dólar.
Aqui jornalistas e economistas festejam quando o dólar desaba. E o empresário é que é incompetente.

Anônimo disse...

Dólar a 4,00 reais e a sociedade pagando a conta. Desvalorizar o cambio absurdamente para favorecer as exportações é a maior balela. Coisa de país subdesenvolvido. Empobrece todo mundo, menos os exportadores e sua trupe, que ganham com o empobrecimento da nação. País não faz as reformas necessárias e depois quer descontar no dólar, aí se criam os JBSs da vida, mamando no governo.

Anônimo disse...

Este anônimo das 11.19 não passa de um analfabeto em politica econômica ....ou deve ser um parasita d estado

Anônimo disse...

O pt nunca mas nunca mexeu um dedo ou nenhum dedo para o setor calçadista, pelo contrário fez de tudo para acabar com esta indústria em detrimento do setor de serviços que aliás esta falido