O segundo membro do Conselho de Administração da Petrobrás que autorizou a compra de Pasadena morreu ontem em SP

Arthur Sendas, 73 anos, o primeiro membro do Conselho de Administração da Petrobrás que autorizou a compra de Pasadena, morreu assassinado dentro do apartamento. O assassino, Roberto Costa, um dos motoristas da família, 23 anos, disse que matou por acaso: ele estava com a arma de Sendas nas mãos e ela disparou acidentalmente, atingindo a cabeça do empresário. Ao lado, cena do velório de Sendas


O segundo dos membros do Conselho de Administração da Petrobrás que autorizou a compra da Refinaria Pasadena foi-se ontem. O primeiro foi Arthur Sendas.

Roger Agnelli, ex-Vale, morreu no desastre de avião em São Paulo.

O jornalista Paulo Henrique Amorim, disse que todos teriam muito a contar sobre isto para a Lava Jato.

Ontem, no Jornal Nacional, o senador Delcídio Amaral informou que conhece toda a história em detalhes que vai contá-la esta semana. 

Eis a composição do Conselho de Administração da Petrobras , em 2006, quando foi comprada a Refinaria Pasadena:


Presidente: Dilma Rousseff

Conselheiros:
Silas Rondeau Cavalcante,
Guido Mantega,
Roger Agnelli (falecido)
Fábio Barbosa ,
Arthur Sendas,  (falecido)
Gleuber Vieira,
Jorge Gerdau Johannperter,
José Sérgio Gabrielli