Fachin homologa delações de oito empregados da OAS que denunciaram Lula e PT

É tudo no âmbito da Lava Jato. Provas materiais e testemunhas afundam cada vez mais Lula e o PT.

Oito ex-funcionários da empreiteira OAS, investigada na Lava Jato, tiveram seus acordos de colaboração premiada homologadas pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin.

Os ex-empregados trabalhavam na área de 'caixa 2' da empresa e eram responsáveis pelo repasse de propina a políticos e operadores.

7 comentários:

Anônimo disse...

Cabe agora os juízes decretarem a prisão do criminoso Lula, pois poderá esvair-se do país, pois ficou clara a intenção de fuga do país pelo meliante, restou evidente no episódio do Fravreto. E assim se garante que juízes do STF não venham imitar lamentavelmente o que fizeram com o Dirceu.

Anônimo disse...

Será que nenhuma destas denúncias homologadas fala da reforminha que a OAS fez na casa do "grande ministro" Tóffoli?

Anônimo disse...

O PT literalmente afundou o Brasil.Quem não admite é porque é militante fanático.Está na hora do PT afundar pra sempre na cadeia e na morte política.

Anônimo disse...

E quem acha que foi só o PT também é militante fanático, só que do PMDB.

ganhatudo disse...

Demorou. Essa demora é preocupante, pois atrasa demasiadamente as investigações. E tempo é o que mais querem os bandidos.

Anônimo disse...

O complô de criminalizar o PT vai correndo frouxo e atingindo toda a classe política, cada vez mais desmoralizada.

Anônimo disse...

DELAÇÕES SEM PROVAS

"Após um ano e meio da conhecida 'delação do fim do mundo', as colaborações da empreiteira Odebrecht, que envolveram mais de 70 executivos, tiveram nos últimos dias sucessivos arquivamentos no Supremo Tribunal Federal. Para especialistas ouvidos pela ConJur, as decisões apontam para a fragilidade das delações como único instrumento de prova."

https://www.conjur.com.br/2...