Agora, até o provável presidenciável do Psol ataca o TRF-4

O mais provável candidato do Psol à presidência, Guilherme Boulos, é outro lulopetista que decidiu atacar o presidente do TRF-4, Thompson Flores:

- Agora é um pouco tarde… (pedir paz em Porto Alegre). O presidente do TRF4, aquele que disse que a sentença de Moro era irretocável sem ler a prova dos autos está ‘preocupado com conflitos’. Quem produziu conflitos e acirrou os ânimos foram os magistrados atropelando a lei e condenando sem provas.

O líder dos sem-teto aparelhados pelo lulopetismo de SP, acha que juiz não lê autos e sequer examina provas.

E que além disto produz quebra-quebra.

Guilherme Boulos não passa de um embusteiro provocador.

10 comentários:

Anônimo disse...

Boulos nos leva vantagem de ser ignorante de carteirinha.
Por isso se acha na posição de dizer e achar aquilo que sua ignorância deduz.
Aliás,como toda essa gente do PT et caterva.
A tudo querem ganhar no grito,que é sua maior cultura.

Anônimo disse...

Como ele é líder de sem tetos tendo moradia, acha que juiz não lê o processo!
Tudo normal.

Anônimo disse...

Na realidade presente que o grande chefão do maior esquema de corrupção será condenado e preso. Podem espernear a vontade.

Anônimo disse...

Se defende o Lula deveria estar então no PT !!

Mas tem as verbas partidárias ... né !

Anônimo disse...

Bandido ajuda bandido. Solidariedade profissional.

Anônimo disse...

Seriam os puxadinhos do pt, partido do tsuname que arrazou o Brasil.

Anônimo disse...

Esse baderneiro só joga mais gasolina na fogueira!

Alberto disse...

PSOL = decepção esquerdopata.

Anônimo disse...

Os Juízes do TRF4 são concursados e não indicados por ideologias políticas. Farão Justiça com certeza. O povo aguarda por Justiça.

Anônimo disse...


Como ele acha que agora é tarde, para pedir paz -- então quer confusão. Pois que venha para Porto Alegre e, junto com outros "machões petistas", que andam vomitando em vídeos na internet, venham e de preferência, marche bem na frente de seus grupelhos. Vão lembrar esse(s) dias pelo resto de suas vidas e, provavelmente, passarão a ter papas na língua"