Rússia pede reunião do Conselho de Segurança da ONU. França, Alemanha e Arábia Saudita apoiam EUA

A Rússia, depois de romper acordos que tinha até hoje com os EUA na Síria, pediu nesta sexta-feira uma reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU sobre o ataque dos Estados Unidos contra uma base aérea na Síria. O presidente sírio Bashar al-Assad tem “a plena responsabilidade” do ataque dos Estados Unidos contra uma base aérea síria, afirmaram nesta sexta-feira o presidente da França e a chanceler da Alemanha, em um comunicado conjunto. A Arábia Saudita apoiou a operação militar americana na Síria

Os mísseis americanos atingiram a base de Al Shayrat, perto de Homs, de onde, segundo o governo dos EUA, partiu o ataque químico desta semana.

Os 4 mortos na base militar síria bombardeada pelos EUA são militares, entre eles um comandante da Força Aérea da Síria, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos. (OSDH). Há feridos, mas o número não foi divulgado, segundo a ONG.