sábado, 1 de abril de 2017

Peleguismo sindical da CUT e do Cpers quer greve geral no dia 28 de abril

A convocação de uma greve geral para o dia 28 de abril foi o principal anúncio do ato convocado por centrais sindicais e pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, no início da noite desta sexta-feira em Porto Alegre e em outras cidades brasileiras. Na capital gaúcha, os manifestantes concentraram-se na Esquina Democrática para o ato contra as reformas propostas pelo governo Temer, especialmente nas áreas da Previdência e da legislação trabalhista.

 No dia 28, a ideia dos sindicalistas pelegos da CUT e do PT é parar tudo, desde a ponte do Guaíba até a BR 116.


Após o ato na Esquina Democrática, os manifestantes seguiram pela avenida Borges de Medeiros até o Largo Zumbi dos Palmares, onde a mobilização terminou. 

19 comentários:

Unknown disse...

E a educação de nossos estudantes, óh!!!

Anônimo disse...

Acho um barato os nomes dos lugares que apareceram no post.

"Esquina Democratica"
"Largo Zumbi dos Palmares"

Qualquer semelhanca com Havana ou Caracas NAO eh mera coincidencia.

Anônimo disse...

A grande obra das esquerdas: greves e greves, usando os inocentes úteis e os culpados inúteis como massa de manobra, sempre em favor de seus bolsos e na conta da população.

Anônimo disse...

Bom. Façam greves e quebrem tudo. vai ajudar á eliminar o imposto sindical. promessa feita pelo analfabeto não esqueçam.

Justiniano disse...

O PT encomendou uma pesquisa para Fundação Abramo sobre o comportamento da periferia de São Paulo e se assustou com a visão liberal e capitalistas dessas pessoas, basta ver a mesma no site:

http://novo.fpabramo.org.br/sites/default/files/Pesquisa-Periferia-FPA.pdf

Há diversos alertas ao longo da pesquisa a que chama atenção é sobre a importância da família -
VISÃO LIBERAL: A CRISE ÉTICA DA SOCIEDADE NÃO É UM PROBLEMA
ESTRUTURAL, MAS DE ORDEM INDIVIDUAL QUE SE RESOLVERÁ
PELA EDUCAÇÃO NO ÂMBITO PRIVADO (FAMILIAR).

Assustou a galera do PT que quer acabar com conceito de família.

Outro tópico digno de leitura é sobre o mérito, e vejam o alerta:

"Apesar de saberem do ‘peso do diploma’ para alcançar boas colocações no mercado de trabalho e saberem de todas as limitações que enfrentaram para concluir os estudos, são autocríticos e, muitas vezes, atribuem o não
sucesso à falta de esforço pessoal e baixo rendimento escolar".

O PT se assustou com essa relação:
"a religião, junto com a família, é considerada central na vida dos entrevistados! A pontuação deles é de sinal de alerta.

"Te faz sempre ficar no caminho correto, não desviar do caminho as coisas tá difíceis se você não tiver Deus as coisas ficam mais difíceis ainda. Então, Deus sempre! Gênero masculino, 32 anos, negro – Faixa de renda 2

Pensavam que iriam comemorar e tomaram um susto da realidade - todos querem trabalhar e não depender de políticas assistencialista e de cotas.

Isto mostrou que quem gosta pobreza e de socialismo são esses ditos artista e intelectuais militantes do PT.

Unknown disse...

"É grevismo, estúpidos"!!!

Anônimo disse...

VAGABUNDOS, SANGUESSUGAS do trabalhadores brasileiros, reminiscentes da ANTIGA ARENA PODRE!

Anônimo disse...

Atualmente os sindicatos não passam de organizações criminosas que dizendo-se agir em nome da "catigoria" fazem delitos, mamam das tetas das ações trabalhistas, das contribuições obrigatórias dos trabalhadores e fazem chantagem com a população, vejam os rodoviários, professores e outras "catigurias" que deixam nas mãos destes criminosos suas consciências, na verdade são também cúmplices. As esquerdas sabem bem o caminho do "outro mundo possível, aquele do fim do poço"!

Anônimo disse...


Que não se pode dizer é que estes pelegos não são espertos.

Greve dia 28, sexta, sábado, domingo, segunda, feriado de 1º de maio.

Nada como fazer um feriadão para não trabalhar quem nunca trabalha.

Anônimo disse...

A ESQUERDA DESESPERADA TENTA USAR TODAS AS FORÇAS RASTEJANTES PARA EVITAR SEU ANIQUILAMENTO! Não basta a derrota nas Urnas. Não basta a ojerisa popular. Não basta a quebradeira e a incompetência para administrar o pais, reconhecidamente comprovada. É incapaz de reconhecer o fracasso cometido CONTRA A NAÇÃO MAIS RICA E ABENÇOADA DO MUNDO. CHEGA DE RANÇO, DESPEITO E ÓDIO PELOS BRASILEIROS SIMPLES E HONESTOS QUE BUSCAM UMA NOVA VISÃO DE VIDA E DE FUTURO! VIVA A LIBERDADE DE EXPRESSÃO E PENSAMENTO!

Anônimo disse...

Está sobrando dinheiro para essas Centrais Sindicais. Recebem MILHÕES de Reais por ano. Porque não acabam com o imposto sindical obrigatório ???

Anônimo disse...

TEM QUE DESCONTAR DO SALÁRIO OS DIAS PARADOS. NO DIA EM QUE O GOVERNO FIZER ISSO AS GREVES ACABAM.

Anônimo disse...

Enquanto houver imposto sindical para sustentar esses desocupados, a coisa não vai mudar. É greve a pretexto de qualquer coisa e quem precisa trabalhar para se sustentar se prejudica.

Anônimo disse...

O editor sempre fala em pelegos. Qual o conceito de pelego para o editor?

Anônimo disse...

Simples, deve ser quando se tem idéias contrárias ao editor.

Anônimo disse...

Sergio Moro teve a coragem de não retribuir o cumprimento de Jair Bolsonaro (a continência) com um simples aperto de mão. Vamos ver se ele terá a mesma CORAGEM para dar a tão sonhada SENTENÇA CONDENATÓRIA no Lula ! (o que já está passando da hora)

Gustavo disse...

porto alegre está virando uma zumbilândia..

Anônimo disse...

Façam greve mas não tirem o direito de ir e vir do trabalhador. Preciso sustentar minha família, pois não sou CC, nem político, nem ganho dinheiro público fácil. Toda a ação pode haver uma reação.

Anônimo disse...

Mas também o Temer está exagerando na dose. Terceirização ilimitada e aposentadoria somente após a morte não dá.
E o pessoal diz que isso é avanço. A reforma da previdência é necessária assim como o trabalhista, mas há exageros evidentes.
Criamos a terceirização ampla, geral e irrestrita num país onde há ainda trabalho escravo.
A previdência proposta é mais dura do que a existente em países desenvolvidos.
Se não fossem os sindicatos o pessoal trabalharia por migalhas. E depois não sabem porque há a diferença com o serviço público. Na iniciativa privada ganham cada vez menos, e agora com a terceirização vão receber muito menos. Não são os servidores públicos que ganham muito, boa parte da iniciativa privada é que ganha uma mixaria.