Lobistas ajudaram o governo a formatar projeto que autoriza venda de terras a estrangeiros

O lobby de empresas estrangeiras conduzido pelo gaúcho Walter Lidio (foto ao lado), da chilena CMPC, Guaíba, RS, conta com o apoio do advogado Aldo de Cresci, especialista no setor agrícola e com bom trânsito no governo. Walter Lidio e o advogado fazem pressão sobre Eliseu Padilha, Casa Civil, que defende a entrega das terras a grupos estrangeiros, contrariando pressão dos militares, que acham que tudo não passa de ataque à soberania nacional.

O interesse não é apenas de papeleiras como CMPC, Guaíba, RS, ou da Stora Enzo, também com terras no RS, mas igualmente de Fundos de investimentos com atuação no Brasil. Estes, ouvidos pelo Estadão afirmaram que têm realmente interesse em adquirir áreas agrícolas no País, se a legislação permitir. 

Haveria um potencial para US$ 40 bilhões em novos investimentos no País para os próximos cinco anos.