Greve de pelegos começa antes no serviço público do RS

Nas redes sociais, a greve do lulopetismo é combatida ativamente.

A greve que as corporações públicas de algumas repartições programam para amanhã contra ass reformas e defesa oblíqua de Lula e dos bandidos da Lava Jato, começará hoje mesmo em estatais federais do RS, como são os casos do Trensurb e dos Correios.

Metroviários e carteiros ampliarão o feriadão de 1o de maio.

Eles receberão o reforço, amanhã, de professores públicos estaduais do Cpers e de outras categorias do serviço público.

Sem temer demissões ou descontos, que não funcionam para funcionários públicos, a greve de amanhã não parará trabalhadores da indústria, do comércio e da agricultura do RS, mas poderá paralisar os bancários, cujo sindicato também é filiado à CUT, braço sindical do PT

CLIQUE AQUI para ler "Eles não fizeram greve 
contra seus aliados que roubaram a Petrobrás"

12 comentários:

José disse...

http://www.jornalnh.com.br/_conteudo/2017/04/noticias/regiao/2102931-presos-suspeitos-de-desviar-mais-de-r-242-mil-em-tributos-da-prefeitura-de-nova-hartz.html

Políbio, quantas pessoas podem estar em dívida ativa e até sofrendo processo por não pagamento de iptu por esquemas deste tipo ?

É um absurdo.

Unknown disse...

Eu vou trabalhar no dia 28, 29 e no dia 1º de maio para atender nossos clientes, pois somos serviço essencial!!!

Anônimo disse...

Tem é que acabar com a estabilidade no serviço público!Chega de cabide de emprego!

Anônimo disse...

A greve geral está acima da questão partidária. A manifestação é de quem é contra a reforma da Previdência. Eu vou trabalhar amanhã, mas acho legítimo quem fazer greve. Eu não voto no PT, mas sou contra a reforma da Previdência.

Anônimo disse...

O correio, quem vai sertir falta?

Anônimo disse...

Vou trabalhar mais do que o habitual.

Fora comunas.

Fica Temer!

Anônimo disse...

Se é contra a reforma da previdencia do PMDB do Polibio, eu sou a favor

Anônimo disse...

ALGUEM VAI SENTIR FALTA SE A DEFENDORIA PÚBLICA FIZER GREVE?
ACHO QUE NÃO ,POIS ESTÃO ACOSTUMADOS A MATAR O TRABALHO NORMALMENTE.
PAÍS DE M...

Anônimo disse...

A PRF não se manifestou ainda, vão deixar as BRs dominadas por pelegos e outros comunas?

Anônimo disse...

FALA PELEGUINHO DA FIESP E DA FIERGS...

Anônimo disse...

Enquanto isso, MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO REFORÇA LEGITIMIDADE DA GREVE GERAL. O MPT (Ministério Público do Trabalho) reforçou em nota oficial a legitimidade da paralisação nacional convocada para esta sexta-feira, 28 de abril; "greve é um direito fundamental assegurado pela Constituição Federal, bem como por Tratados Internacionais de Direitos Humanos ratificados pelo Brasil, “competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender”; no texto, órgão ainda aproveita para reiterar seu posicionamento institucional contra a mudanças propostas por Michel Temer e sua base

Anônimo disse...

O assalto compulsório a um dia de trabalho de todo aquele que consegue um emprego com carteira assinada (coisa que o pt quase erradicou no país) vai dar uma brecada nos sindicalistas. Agora é preciso acabar com a estabilidade de emprego para funcionários públicos e fazê-los retornar ao mundo real, aquele que eles ignoram e cujos habitantes tratam mal.