quarta-feira, 5 de abril de 2017

A previdência como está hoje é uma máquina de gerar desigualdades, diz Marcos Mendes

Marcos Mendes é chefe da assessoria do ministro da Fazenda Henrique Meirelles. Ele  expôs na UFC uma situação sobre a previdência bem distante daquela exposta em vídeos e animações que permeiam as redes sociais.

A reportagem é do Infomoney de hoje:

Segundo Marcos, a despesa previdenciária é responsável direta hoje por 64,2% do total de despesas do governo (R$ 728 bilhões em um universo de R$ 1,133 trilhão), progredindo rapidamente para ganhar espaço no orçamento total. Quanto o assunto é o déficit total porém, a coisa piora ainda mais. Dos R$ 197 bilhões de déficit projetado nas contas públicas no ano corrente, R$ 263 bilhões estão na despesa da seguridade social.

O que pode parecer preocupante hoje porém, torna-se insustentável no futuro. Nada sendo feito, a projeção confirma um gasto total de R$ 113 bilhões a mais em 2026, em valores atuais, soma superior aos orçamentos de saúde (R$ 98 bilhões) e educação (R$ 94,5 bilhões).

Beneficiários que ganhem salário mínimo perfazem 66% do total, incluindo aí 8 milhões deles tendo se aposentado pela previdência rural, cujo déficit totaliza R$ 105 bilhões. 

CLIQUE AQUI para saber mais.


16 comentários:

Anônimo disse...

O editor insiste com esta balela da reforma da previdência. Já expliquei várias vezes qual a solução, mas parece que não adianta. Idéia fixa não muda.

Anônimo disse...

Oito milhões de aposentados pela aposentadoria rural sem nunca ter contribuído com nada, fora os espertalhões que se passaram por trabalhador rural sem nunca ter sido, isso não é desigualdade, é irresponsabilidade, defenderei á exaustão os trabalhadores da iniciativa privada, que é realmente explorado por este sistema podre. Outra irresponsabilidade que vem acontecendo há décadas, elas 60 anos, eles 65 para aposentar por idade, tá certo isso? E o pente fino no auxilio doença dos segurados que não são chamados há anos para revalidar o beneficio com pericia médica? parece que nem isso estão fazendo mais, portando, falem menos e trabalhem mais.

Anônimo disse...

QUEM AMA MESMO A PREVIDENCIA E NÃO VIVE SEM ELA É A DRU . É MAIS QUE AMOR, A DRU É UMA PARASITA DA PREVIDENCIA . !!!

Anônimo disse...

Ideia fixa mesmo.
Os militares não contribuem e recebem mais na reserva do que na ativa.
Os servidores civis contribuem com 11% de TUDO o que recebem e se aposentavam com a integralidade.
Os trabalhadores contribuem sobre uma base de cálculo minúscula e querem receber o mesmo que os servidores públicos! Acham-se injustiçados!
Mas essa é aquela velha tática de mentir até que se pense que a mentira é uma verdade.
Não é isso?

Anônimo disse...

O problema quem criou foi o Gen Geisel, que na sua bondade quando o INSS, dava
lucro, estendeu o benefício de 1 SM, para os maiores de 70 anos na cidade e no campo e entraram na época 11 milhões que nunca contribuirão, hoje deve estar em 20 milhões, e ficou esta grande MERDA, quem pagou sobre vinte salários a vida toda, por 38 anos como eu, e me aposentei com 10 SM, hoje ganho 3,5 SM, manda eles explicarem isto.

Anônimo disse...

A aposentadoria rural (quase que sem contribuição)foi demagogia eleitoreira
típica dos deputados do Brasil,que fizeram média com dinheiro dos outros (que
contribuiram).
Por outro lado,se a dita reforma não for pra todo mundo se aposentar com o teto do INSS,não será reforma.
Segundo J.R.Puzzo,colunista de Veja,com o valor pago para 23 milhões de aposentados mortais,comuns,o governo paga aposentadorias de um milhão entre judiciário,Forças Armadas,e funcionalismo público federal,com todos seus pinduricalhos de abonos,auxílios,FGs,tudo incorporado à aposentadoria.
Logo,a reforma se não vier para corrigir no mínimo isso,não será mais que um elefante para o povo continuar carregando.Sorry,senhores esclarecidos.

Façanha, o advogado do povo disse...

O Conde Drácula Weissfüder, está à serviço das oligarquias anti povo, o qual povo que vá se ferrar!

Anônimo disse...



Foi o Luladrão quem inventou e decidiu tudo sobre a Previdência Rural, a aposentadoria dos companheiros petralhas do MST e do MTST, sem necessidade de contribuição!

O déficit da Previdência Rural já passou de R$100 bilhões, 2/3 de todo o déficit da Previdência Social (rural + urbana).

Está cheio de fraudes na previ Rural, envolvendo altos políticos do PT, funcionários da Previ e beneficiados.

E o trabalhador urbano é quem sustenta, subsidia a aposentadoria do MST e MTST, pois os vagabundos não precisam contribuir, mas se aposentam mesmo assim!!!

Anônimo disse...



Foi o Luladrão quem decidiu tudo sobre a Previdência Rural, a aposentadoria dos companheiros petralhas do MST e do MTST, sem necessidade de contribuição!

O déficit da Previdência Rural já passou de R$100 bilhões, 2/3 de todo o déficit da Previdência Social (rural + urbana).

Está cheio de fraudes na previ Rural, envolvendo altos políticos do PT, funcionários da Previ e beneficiados.

E o trabalhador urbano é quem sustenta, subsidia a aposentadoria do MST e MTST, pois os vagabundos não precisam contribuir, mas se aposentam mesmo assim!!!

Anônimo disse...


O Editor também deve estar levando um qualquer para fazer convencimento em massa que a reforma da previdência salvará o Brasil da roubalheira continuar.

Anônimo disse...

oligarquia, TERMO ANTIGO...TERIA NEOOLIGARQUIA?

POR EXEMPLO LULA,LULINHA,SEU IRMÃO,SEU TIO,OS CACIQUES PETISTAS, COM O QUE AMEALHARAM "EM GOVERNO" PODERIAM SER CHAMADOS DE "NEOOLIGARCAS"

OS NOVOS MARAJÁS SEMPRE FALAM EM OLIGARQUIA PARA DIZER QUE É UMA COISA ANTIGA, GENTE DE MUITO DINHEIRO QUE MANIPULA SE APROVEITA DO "POBRE POVO", MAS E OS PTISTAS , NOVOS RICOS, COM MILHÕES PARA CÁ E PARA LÁ,CONTAS E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS SERIAM CHAMADOS COMO?

ALÉM DE LADRÕES, CLARO...

Anônimo disse...

É um deboche ao povo brasileiro. A miséria que assola o país, de ponta a ponta, não lhes dizem nada? Os nossos médicos brasileiros, nos hospitais, não tem nem luvas para trabalhar, tal é a miséria que esses políticos deixaram o país. Pela incompetência de gestão quebraram até a Previdência. Sempre que arrisca faltar dinheiro para os banquetes, o povo é chamado a pagar a conta com aumentos absurdos de impostos. Muda Brasil. A Reforma da Previdência não é para político corrupto fazer, mas sim a um profissional competente.

Anônimo disse...

Os brasileiros estão fazendo DR ( DISCUTINDO A RELAÇÃO) ) com a PREVIDENCIA. A relação está estremecida. Pudera, a PREVIDENCIA é mais desleal e exploradora que amante argentina, só tira, só pensa em tirar dinheiro e dá pouco em troca. O grande AMOR da PREVIDENCIA é a DRU , que, tal e qual um cafetão , fica com 30 % do total da " arrecadação" , diz que tudo está bem , que a relação está sólida , embora todos saibam que a relação está " fazendo água " , precisando de uma REFORMA .!!!

Anônimo disse...

Tem razão é uma maquina de desigualdades,com beneficios para para quem nunca contribuiu ou contribuiu por apenas menos da metade de quem trabalhou e pagou a vida toda.Previdência e como uma grande vaquinha onde quem paga deveria receber no final.É como a vaquinha de café numa empresa onde quem participa todo mês tem direito a tomar e quem não participa não toma.

Anônimo disse...

Ao anonimo das 18:56 hs, quem afu dou a previdência foi a Constituição de 1988 que as pessoas que recebiam 1/2salarios minimo, ex:minha sogra nunca pagou e recebia 1/2 salario, obrigou a previdencia a pagar 1 salario mínimo e com a politica de valorização real do salario mínimo, as contas da previdencia estorou.Faça uma pesquisa e veja o numero de pessoas que moravam nas pequenas cidade ou meio rural que foram inceridas na previdencia através de sindicatos rurais.Na era Geisel o Salario minimo girava em torno de 100 dólares e hoje esta em tirno de 300 dolares.

Anônimo disse...

a nova previdência igualara todos por baixo como gostam de fazer os revolucionários(direita e esquerda). De agora em diante, só os políticos e empresários amigos terão aposentadorias gordas.