Cpers vai pagar multa por pichação em ciclovia durante protesto

A prefeitura de Porto Alegre, por meio da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), anunciou nesta segunda-feira que notificou formalmente o Sindicato dos Professores do Rio Grande do Sul (Cpers) em razão de uma pichação feita em uma ciclovia por integrantes do grupo de professores durante um protesto em frente ao condomínio onde mora o governador gaúcho, José Ivo Sartori, na última sexta-feira.

Conforme a EPTC, o valor a ser ressarcido à prefeitura pela pichação é de R$ 396,92, e não há um prazo definido para o pagamento. Ainda assim, a EPTC informa que a entidade já confirmou recebimento da notificação e, em entrevistas, mostrou-se disposta a quitar o valor.

8 comentários:

Alberto disse...

Greve já no começo do ano é só para provocar. Cpers sem moral...

Anônimo disse...

Tem que mostrar a cara desses professores na televisão...pra ver se criam vergonha na cara !

Anônimo disse...

Cobra do idealizador dessa greve, que não é a direção da entidade !

São so massa de manobra e marionetes.

Tomara alguém da direita tome posse desse sindicato, para dar seriedade e resgatar a auto-estima do professorado !!


🚮

Anônimo disse...

Como é que não tem prazo definido para pagamento? Entre estar "disposta a pagar" e realmentw pagar há uma diferença enorme. A omissão quanto ao prazo para pagamento abre espaço para a impunidade.

Anônimo disse...

Será que poderão pagar tão avultada multa? Ridículo o valor!

Anônimo disse...

>>

Trezentos pilas de multa por pichar paredes?

Só pode ser uma piada!

Óbvio que os vândalos pagam e com um largo e cínico sorriso nos beiços!

<<

Anônimo disse...

É o mínimo que podem fazer ou querem debitar novamente essa conta para o povo pagar? Onde está a Justiça para aplicar a lei. Estragou o patrimônio público, deve pagá-lo.

Anônimo disse...

Polibio. O CPERGS DO PT ESTÁ DESMORALIZADO POLITICAMENTE DEVIDO A EXTINÇÃO DO PARTIDO PELO TSE COMO CONSEQUÊNCIA DA CASSAÇÃO DA CHAPA DILMA/TEMER. Está na hora do Magistério Gaúcho formar um Colegiado para criar um NOVO SINDICATO QUE NÃO SEJA PELEGO PARA RECONQUISTAR A CONFIANÇA DE SEUS AFILIADOS E DA SOCIEDADE GAUCHA O RESPEITO QUE DEVERIA MERECER!