Serra afrontou Temer ao pedir demissão e reassumir no mesmo dia sua cadeira no Senado

A saída inopinada de José Serra do ministério das Relações Exteriores ocorreu de modo afrontoso, porque o tucano sequer esperou pela nomeação do sucessor para passar o cargo.

Ele pediu demissão na quarta-feira e no mesmo dia assumiu seu mandato no Senado.

Se estivesse tão doente quanto alega, não teria voltado ao mandato de modo tão veloz.