quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Manifesto de entidades diz que Florianópolis está dominada pelo desemprego, miséria e marginalização

Em meio ao veraneio mais melancólico da década, pelo menos 40 entidades de alta representação na vida catarinense resolveram pagar duas páginas inteiras nos jornais para reclamar "Um Futuro Melhor para Florianópolis".

No texto de apenas seis parágrafos, o manifesto alerta que a capital catarinense "está empobrecendo a olhos vistos, porque a cidade não produz riquezas para melhorar a renda das famílias".

Eis os dados:

- Florianópolis precisa gerar 10 mil empregos anuais para a população e não consegue fazer isto.

Dizem as entidades que o resultado é o desemprego, a desagregação das famílias, a miséria e a marginalização.

É um, texto duro.

O manifesto exige implementação imediata do novo Plano Diretor da Cidade, "sem o que as forças econômicas permanecerão desorientadas'. 

Também hoje, casualmente, o IBGE informou que o varejo de SC teve em 2016 o seu pior ano em 15 anos. No ano passado, fecharam 5,6  mil lojas (Brasil, 109 mil).

15 comentários:

Magno disse...

kkkkkkkkkk... ninguém vive só de praia.
O litoral (não é praia!) gaúcho somente sobrevive porque o portoalegrense não vê outra coisa que não seja o litoral. Com isso, faz girar o comércio do litoral, pois de outra forma nosso litoral já estaria mortinho da silva.
Basta que se confira qual a parcela de IPTU dos municípios do litoral dizem respeito aos residentes de lá.
O que Floripa precisa é qualificar sua mão de obra e fazer um programa de turismo para o ano inteiro, pois é uma belíssima cidade.

Anônimo disse...

Que tal controlar a natalidade? Observem a foto e concluam....

Anônimo disse...

Sempre fora uma capital que viveu de aparências, os empreendedores de lá são geralmente oriundos de outros estados, e os "manezinhos" que tanto se orgulham de serem moradores da tal ilha da magia nada mais são do que garçons e atendentes de hoteis, trabalhando para gaúchos, paulistas ou catarinenses do interior, é ou não é?

Anônimo disse...

Pelo que dizem aqui no Blog os faXistas dizem que SC é um oásis....

Anônimo disse...

Floripa é ilusão, lugar onde endinheirados, especialmente paulistas, vão para fazer orgias, sexo, bebidas e por aí vai.
Mas, os catarinas acham que são primeiro mundo com isso ...

Anônimo disse...

Eu não entendo o que faz uma familia viver em favela.Não tem sentido, acho que as pessoas deveriam refletir melhor onde coloca sua familia.

Anônimo disse...

AQUI EM SANTA CATARINA ESTAMOS NA CRISE PORQUE O PT NOS COLOCOU NISTO- MAIOR CRISE DA HISTORIA DO NOSSO PAIS, DEPOIS DE 14 ANOS DE PT TODOS ESTADOS E MUNICIPIOS ESTAO AGONIZANDO

Anônimo disse...

A FOTO NÃO DIZ NADA.RECLAMO QUE O EDITOR PEGA QUALQUER FOTO QUE LHE DÁ NA TELHA PARA INDUZIR O LEITOR A PANSAR NO QUE O EDITOR QUER.

FOTOS VELHAS DE OUTRAS DATAS,SÃO USADAS PELO EDITOR.

UM COMENTARISTA NESTE POST DO EDITOR SE ENGANA ESCREVENDO SOBRE A FOTO.

MAIS UMA VITIMA...

ATENTO disse...

UNS SE DIGNIFICAM COM UMA FUNÇÃO,EMPREGO,POIS NÃO SÃO COISA NENHUMA.

OUTROS DIGNIFICAM UMA FUNÇÃO,EMPREGO,POIS SÃO SUPERIORES,CAPAZES,HONRADOS

COZINHEIROS,GARÇONS,COMERCIANTES DE REFEIÇÕES,PRESTADORES DE SERVIÇOS,SÃO TRABALHADORES TÃO DIGNOS OU MAIS DO QUE O CARA QUE SE ACHA SUPERIOR,FALANDO COM MENOSPREZO.

Anônimo disse...

Tem que chamar o Lulao para dar um jeito nisso... O pai dos pobres....kkkk

Anônimo disse...

Sempre pensei que SC estivesse bombando...Quando passamos de Torres e adentramos o estado vizinho, vemos a pujança das empresas ao lado da rodovia, até a capital dos catarinenses. Se mesmo assim SC está reclamando, imagina o RS, pois quando retornamos ficamos desesperados ao vermos a decadência das empresas ao lado de nossa rodovia: Abandono, prédios, depósitos e fábricas fechados, favelas, sujeira, desolação...

Anônimo disse...

Só precisa seixar a hipocrisia de lado, Sr. Editor. Essa foto das pessoas segurando o cartão do Bolsa Família só representa que, quando uma parte do Estado FALHA (na política econômica), existe uma outra parte preocupada em dar algum apoio ao povo desassistido.

Anônimo disse...

Certíssimo quem falou em controle de natalidade. Está mais do que na hora d acabar com a hipocrisia neste tema. A sociedade não aguenta o número de dependentes que recebe, sem qualquer responsabilidade aos que os geram. Não existe, ali onde a natalidade é desenfreada, o conceito de paternidade responsável. Infelizmente necessário se faz algum método ou politica de controle.

Anônimo disse...

A Ilha da Magia sempre foi linda e maravilhosa. Turistas Gaúchos e Paulistas abonados sempre levaram bastante dinheiro pra lá. Assim o catarina trabalhava no verão pra comer no inverno. Mas a pobreza destes 15 anos de PT aumentou tanto que os pobres foram se apossando dos morros da ilha e afavelando tudo. Se fizerem um levantamento daquelas favelas verão que são favelados gaúchos, paranaenses e paulistas, que foram corridos de seus estados pela droga, pela violência e desemprego. Eis aí a classe pobre que subiu de padrão. Mora nos morros de Florianópolis...

Mello disse...

Penso que o Editor não está atualizado sobre a energia ainda vigente em SC nas áreas da industria, da agropecuária e da tecnologia em uso para alta produtividade desses dois setores, sem excluir a área dos Serviços. O PIB de lá é superior ao nosso porque tudo é bem regionalizado através de polos específicos de produção e emprego. Lógico que as ultimas más administrações federais levaram reflexos negativos mas não ao ponto de que SC é só miséria. E por último: Região ou Municipio que deseja um novo Plano Diretor é porque grupos que exploram o setor imobiliário estão assim a exigir e pressionar para não terem limites em seus empreendimentos contra a natureza e os empregos que criam são temporários.