Delação da Odebrecht já foi encaminhada à PGR

A delação de 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht já foi encaminhada à Procuradoria-Geral da República (PGR). A informação consta no andamento processual da página oficial do Supremo Tribunal Federal (STF). O conteúdo das delações estava guardado no terceiro andar do edifício-sede do STF, mesmo andar do gabinete da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia.

Cármen homologou as delações, em um sinal à opinião pública de que o Supremo não deve retardar as investigações da Operação Lava Jato. A decisão de Cármen - de fazer ela mesma a homologação - foi tomada depois de o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ter pedido de urgência na análise e homologação das delações da Odebrecht.

Cármen não retirou o sigilo das delações. Depois de receberem o material, os procuradores analisarão o conteúdo das delações e decidirão os pontos que devem ser aprofundados e investigados.