CCJ adia votação do relatório sobre reforma da previdência

O governo cedeu e com isto a Comissão de Constituição e Justiça não votou ontem a noite o relatório do deputado Alceu Moreira sobre a proposta de reforma da previdência.

Pressionado por protestos da oposição e até de deputados da base, o presidente da CCJ concedeu dois dias de prazo para vistas coletivas.

E avisou que depois disto fará a votação.

Alceu Moreira, que leria o relatório, teve que viajar às pressas para o RS, chamado por familiares, já que sua sogra tinha acabado de falecer. A leitura ficou, então, sob encargo do líder do governo, André Moura.

Nenhum comentário: