Ex-jogadores Mario Sérgio, Caio Jr e presidente da FCF estão entre os mortos na queda do avião da Chapecoense

A CBF adiou o jogo da final do Campeonato Brasileiro, amanhã, Porto Alegre, entre Grêmio e Atlético.

Os ex-jogadores e técnicos de futebol Mario Sérgio Pontes de Paiva e Caio Jr estão entre os mortos na queda do avião da Chapecoense que disputaria a final da Copa Sul Americana na Colômbia, contra o Atletico Nacional.

Mario Sérgio jogou na dupla Gre-Nal e foi campeão mundial pelo Grêmio em 1983. Caio Jr era o técnico da Chapecoense e foi formado pelo Grêmio.

Os ex-jogadores da dupla Josimar, Wiliam Thiego também morreram, assim como nomes conhecidos do futebol como Cleber Santana e Bruno Rangel.

O presidente da Federação Catarinense de Futebol, Delfim de Pádua Peixoto, também estava entre os mortos.

A Commebol suspendeu definitivamente a final da Copa Sul Americana e deverá dar o título de campeão as duas equipes.

O presidente Temer mandou a FAB ajudar nas buscas e remoções, como também decretou luto oficial de três dias.

Esse foi o maior desastre aéreo da história do futebol.