Artigo, Denis Rosenfield (*), Zero Hora - Fim !

* Professor de filosofia na UIfrgs.

Não é uma formulação séria arguir que Lula, condenado, deveria disputar eleições.

A primeira experiência da esquerda no poder, no Brasil, está, literalmente, tendo um fim jurídico-policial. De política, no sentido mais nobre da palavra, pouco sobrou. Quando oposição, o PT apareceu como uma esperança de transformação social e de ética na política. Sua bandeira era a da limpeza moral e está sendo, agora, lavado pela Lava-Jato. De nada adianta argumentar que fizeram o que todos fazem, uma vez que o partido foi eleito para fazer diferentemente dos outros.

Não é nada trivial que um ex-presidente seja condenado pelo que fez durante a sua gestão. E o foi, com uma sentença perfeitamente argumentada e apresentada. As provas nela abundam, sendo de nenhuma serventia a demagogia de quem se diz perseguido. Seus advogados jamais se debruçaram verdadeiramente sobre o seu processo, preferindo a via política, como se essa pudesse ser a sua salvação. Talvez não tivessem outra saída, pois a evidência dos crimes os teria dissuadido de sua defesa. Em todo caso, escolheram a tergiversação e não o esclarecimento.

Eleições não são feitas para a absolvição de criminosos.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

7 comentários:

Anônimo disse...

É o fim da picada , MESMO, jornalistas que se fazem passar por sérios, levantando a hipótese e incentivando Luladrão a se candidatar para escapar das barras da lei.
Por essas e por outras o PT ficou 30 anos, nadando de braçada, como o partido mais 'onesto' e incorruPTível.

Anônimo disse...

LULA, legado DA DITADURA MILITAR, juntamente com o PT; senador biônico; estatais e outras porcarias ainda não desfeitas.



Anônimo disse...

LULA NA CADEIA .!!!

Anônimo disse...

Collor se elegeu prometendo acabar com os marajás, quando eleito virou um e saqueou o país no que deu. E 20 anos mais tarde, ainda foi absolvido pelo STF, tornando a se eleger como Senador e continuar sua proposta, porém agora, com muito mais sede ao pote.
Lula nos fez acreditar que detestava aszelites. Prometia governar o país com a ética e a moral, acabou usando os miseráveis e os ricos para se eleger e quando eleito e já no poder, usou o Estado a seu favor, tal qual fez o Collor. Lula para os ricos dobrou suas riquezas e para os miseráveis jogou migalhas. Não houve diferença entre um ou outro, porém a intenção foi a mesma. Tirar o que der do trabalhador. O povo nesses dois episódios tem o governo que merece. Isto é, eles só chegaram lá pelo voto.

Anônimo disse...

LULA, legado DA DITADURA MILITAR, juntamente com o PT; CUT; senador biônico; estatais e outras porcarias ainda não desfeitas.

Anônimo disse...

pt foi varrido nas urnas virou poeira de norte a sul - xo malditos estes partideco tem q ser é desfeito- cassado p o bem de nosso pais

Anônimo disse...

Apareceu como esperança para quem? Veja o que disse o General Figueiredo:
Vocês querem então eu vou reconhecer esse sindicato (PT). Mas não esqueçam que esse partido chegará ao poder. Lá estando, tudo fará para instituir o comunismo. Nesse dia vocês vão querer tirá-lo de lá. E para tirá-lo de lá será a custa de muito sangue. Sangue brasileiro.