Paulo Bellini, o homem que fundou a Marcopolo e apostou nas pessoas, morreu ontem, aos 90 anos

O publisher do blog e newsletter Brazil Journal, Geraldo Samor, faz hoje uma consistente homenagem ao empresário ga´pucho Paulo Bellini, que ajudou a fundar a Marcopolo e a transformou numa das maiores fabricantes de ônibus do mundo. Ele morreu ontem aos 90 anos.  Era um ídolo na empresa e em Caxias do Sul, a cidade onde nasceu e prosperou. 

Leia tudo:

Bellini deixa como legado uma companhia industrial forte num mundo em que as indústrias estão morrendo; um negócio familiar que já atravessou 68 anos de crises no País e ainda se internacionalizou; e uma cultura empresarial baseada ao mesmo tempo na capacidade individual e no mérito coletivo.

Sua frase favorita era: "Meu time faz acontecer.”

“Ele era um homem simples, carismático, de fácil relacionamento,” diz o CFO José Antonio Valiati, na empresa há 37 anos. “Ele acreditava na valorização do ser humano e que todo o resultado passava pelas pessoas."


O maior acionista individual da empresa, Bellini já estava afastado do dia-a-dia da Marcopolo desde 2012, quando assumiu o título de presidente emérito. Mas continuava indo ao trabalho todo dia para lidar com com os temas que lhe eram mais caros: gente e cultura organizacional.  Toda a gestão da Marcopolo hoje é profissional, e sua morte não tem repercussões sucessórias.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

9 comentários:

Anônimo disse...

GRANDE PERDA A MARCOPOLO COM a fabricaçao de ONIBUS contribuiu muito pro pais

Anônimo disse...

RIP, Sr Paulo Bellini , um nome que orgulha sua cidade, seu Estado e o País .!!!

Anônimo disse...

EMPREENDEDOR....PRODUZIR GERAR RIQUEZA, VISÃO DE NEGOCIO, COLABORADOR DOS ASSUNTOS SOCIAIS, EXEMPLO A SER SEGUIDO...UM BRILHANTE EMPRESARIO... 12 MIL FUNCIONÁRIOS... A SEGUNDA MAIOR FABRICANTE DE ÔNIBUS DO MUNDO...

04 GIGANTES EMPREENDEDORES E DESBRAVADORES DA INDUSTRIA DE CAXIAS DO SUL.
-ABRAMO EBERLE- EBERLE (falecido)
-FRANCISCO STÉDILE - AGRALE/FRAS-LE (falecido)
-PAULO BELLINI - MARCOPOLO (falecido)
-RAUL RANDON -

OS EXEMPLOS FICAM...MAS INFELIZMENTE O BRASIL DOS ÚLTIMOS ANOS NÃO AJUDA....




Anônimo disse...

Grande personagem caxiense, trabalhador, empreendedor que deixou um legado sem par. Como outros colonos fizeram e produziram uma história que serve de exemplo a todo empreendedor que acredita no trabalho. Era primo de minha mãe que nasceu no mesmo ano. Eu como caxiense e descendente de italiano tenho orgulho em ver ao ônibus da marco Polo em todo o mundo. Esse entre outros merece todas as homenagens. Seu pai como o meu trabalharam na Eberle o nascedouro da indústria metalúrgica do RS.
Vada em pace!
Joe Segalla Robinson

Anônimo disse...

Ao senhor Robinson,meu reconhecimento pelo importante depoimento.
É bonito poder fazê-lo.
Meus parabéns pelo privilégio de ter intimidade com tão importante pessoa da indústria da cidade de Caxias do Sul.
Sou fronteiriço,e admiro a força de trabalho dos oriundis.
Eles receberam as piores terras do RS e as transformaram nas mais rendosas.
Por isso,temos que nos orgulhar em ter no nosso solo,gente tão trabalhadora.
Fizeram uma Itália no RS.

Anônimo disse...

Pibo, por favor, pública no teu blog a entrevista que tu fez com ele pra exame.

Roberto disse...

Certamente não "trabalhava" para o Governo.

Anônimo disse...

Tudo isso, esse orgulho brasileiro, sem roubar um tostão do povo.
Pena que homens como o sr. Bellini são escassos no Brasil.
Temos Joesleys e Wesleys, Lulas e Temers, Dilmas e Odebrechts demais.
Interessante que o sr. Bellini fez da Marcopolo a maior ou uma das maiores do mundo e a mídia sequer deu a devida projeção. Honestidade no Brasil não merece atenção por parte da imprensa, do rádio ou da televisão. Lamentável!

Anônimo disse...



Conheci Sr. Paulo Bellini e o irmao mais velho dele; no ano 1983 no hotel Intercontinental de Frankfurt/Alemanha.

Ele estava trajado com uma calca CORINGA da cor azul escura, e usava-se os óculos do tipo maquinista de locomotiva "MARIA FUMACA."

Nesta época, ele visitava a Feira de Onibus em Frankfurt junto com os sócios parceiros-economicos Srs. Valter e José Martins. No círculo fazia parte uma equipe de funcionário brasileiro engenhoso.

A exposicao de onibus foi transferida para cidade Hannover/Alemanha por motivo de espaco. Com o passar do tempo, a empresa Marcopolo S.A. iniciou a expor na Feira de Onibus da cidade Kortrijik na Bélgica.

"Na infancia, a galinha do almoco de domingo na família, era do tamanho de um sapo"; lembrava-se Sr. Paulo.

Ele nao queria gastar... mas nao desprezavam os luxos!...

Apaixonado nas lojas de Pescarias e Golfe.

Segundo a declaracao dele: " Nao gosto de viajar, mas gosto de estar juntos com meus familiares e amigos !"

a ) Contava a piada favorita: " Entrou no onibus uma mulher gorda, suada com o vestido colado na nádegas..."

b ) Taxista e o Alentejo

Taxista: " Vais sòzinho ? "

Alentejo: "Por que, tu nao vais junto ?"

E a frase cotidiana era: "Entramos em uma fria !"; "Hermano !"; " Essa eu vi e posso confirmar: É Tanajura !" ou na resposta lhe dava o troco dizendo: "A mae dele é quem faz isso..."

"Paulo é tao rico, tao rico que no apartamento dele tem até DUTY FREE"; disse o amigo Valter na brincadeira.

Paulo responde: " É mesmo, nós compramos no teu apartamento !"

"Paulo tem muito mais dinheiro do que eu"; disse o amigo, compadre e soberano José Martins.

Pelo caminho, visitamos um "cemitério da Segunda-Guerra Mundial."

Ele olhou e disparou atrapalhado: "É melhor eles ficarem enterrados aí, do que ficar pagando aposentadoria prar essa velhice!"

Como usual trazia de Caxias do Sul na bagagem aérea, um travesseiro pequeno para acalentar a cabeca durante a viagem dentro do carro.

A última vez que estivemos juntos foi no ano 2011 na Itália; ele continuava sendo uma pessoa muito reservada na conversacao, a fisionomia dele nao tinha mudado nada apesar da idade avancada. Desta vez, chegou com uma pequena diferenca, estava usando óculos prar ver os "sete continentes" do tipo Mr. Warren Buffett.
Prestei servicos de motorista prar ele em algumas viagens de negócios na Europa.
Quando ele chegava no aeroporto comentava: " Tu ainda tens esse carro velho, por que nao compras um Onibus da Marcopolo ?
Respondi: "Pareco-me como Rockefeller ?"
Ele arregala os olhos: "O cara é fudido!"

O empresário Sr. Paulo Bellini foi muito mais do que a "soma" das partes dele!