Rafão Oliveira assume como Vereador na Câmara de Porto Alegre.

O comissário de polícia Rafael Oliveira (PTB) assumiu hoje o mandato de vereador em Porto Alegre. Rafão, como é mais conhecido, assume na vaga do vereador Dr. Goulart que sai de licença médica.

Rafão tem como principal bandeira a luta pela segurança para os cidadãos porto-alegrenses. No seu primeiro discurso pediu mais investimentos em segurança, leis mais rígidas contra os bandidos e se pronunciou favorável ao direito da defesa armada por parte da população.

CLIQUE AQUI para entrar no Facebook e ler o primeiro discurso na íntegra.

11 comentários:

Anônimo disse...

O Rafão me representa!

Anônimo disse...

Não votei nele , mas acredito que um vereador com este perfil é o que Porto Alegre mais precisa atualmente.

Anônimo disse...

Um grande nome para ser vereador e até secretário da segurança.
Não entendo e não sei nada de politica; Mas o prefeito e os vereadores devem olhar mais para o interesse publico e esquecer acordos e cotas politicas.

Anônimo disse...

Ele seria um bom secretário de segurança.Precisamos de pessoas com pulso forte e com ações concretas e não de "pessoas" pensando em leis bobas.
O prefeito Marchezan escolheu errado o secretário de segurança.

Ana Clara.

Anônimo disse...



sempre alerta diz:

TÔ CONTIGO RAFÃO, TENS MEU APOIO. ME REPRESENTARAS NESTA CATEGORIA.

SAÚDE, PAZ E MUITO SUCESSO NESTA JORNADA.

Anônimo disse...

Louvável a atitude do Sr Vereador, até porque ele é policial civil, mas o discurso é vão, pois a primeira demanda é do governo do Estado e as outras são Federais. A nível municipal as ações são só paliativas, a não ser que realmente mude a legislação.

Anônimo disse...

Ele tinha que ser secretário de segurança.
O resto é politicagem.

Anônimo disse...

"O Ministério Público de Contas (MPC) considerou insuficiente o pente-fino nos salários acima do teto realizado pela Câmara Municipal de Porto Alegre e pediu a suspensão imediata dos pagamentos irregulares. O órgão encaminhou representação ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) pedindo medida cautelar, além de realização de inspeção especial para avaliar os casos que ferem a lei. Ainda não houve resposta.

Foram identificados vencimentos que variam entre R$ 20 mil e R$ 41 mil para servidores que ocupam os cargos de assistente legislativo V, contador, assessor legislativo III, procurador, taquígrafo III, diretor legislativo e procurador geral.

Atualmente, há 46 pessoas no Legislativo municipal que não se enquadram no limite legal. Na última semana, uma ordem de serviço foi expedida pela Câmara para análise de situações irregulares, mas a expectativa é que cortes efetivos nas remunerações ocorram apenas no final do ano." ATÉ AGORA NÃO APLICARAM.INCLUSIVE ESTÃO ACIMA DO TETO DO STF.

Anônimo disse...

A irmã dele Raquel Oliveira, sem nenhuma expertise na área, ocupa uma CC no Centro de Comando de Porto Alegre desde o governo Fortunati.

Mas não tem politicagem. Hahahahah

Anônimo disse...

Mandem o Rafao pra Sao Paulo, pra sentar a porrada nos pixadores e blackblocs.

Anônimo disse...

tudo bem , agora só falta escolher um partido melhorzinho