Quarta denúncia investiga Zé Otávio Germano na Lava Jato

O deputado gaúcho do PP já é nvestigado em três inquéritos da Operação Lava-Jato.

 Ele, agora, é alvo de nova denúncia da Procuradoria-Geral da República. O parlamentar é acusado de corrupção passiva qualificada, por ter pago R$ 200 mil em dinheiro vivo ao então diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. Além da condenação, a PGR pede que o deputado perca o mandato e devolva R$ 1 milhão aos cofres públicos — R$ 200 mil por danos materiais e R$ 800 mil por danos transindividuais.

Segundo o procurador-geral, Rodrigo Janot, o dinheiro teria sido entregue a Costa em retribuição a favorecimentos da Petrobras à empresa Fidens Engenharia em contratos e obras na estatal.