domingo, 2 de abril de 2017

Metade dos servidores dos Estados tem direito a aposentadorias especiais

Segundo estudo do Ipea, professores, policiais militares e policiais civis, que correspondem a 51% do total de servidores estaduais na ativa, têm regras de aposentadoria diferenciada e se retiram do trabalho mais cedo, pressionando o cofre dos Estado

A reportagem é de Alexa Salomão, Estadão deste domingo, Leia tudo:

 Aposentadorias especiais permitem que trabalhadores se desliguem do emprego mais cedo porque realizam atividades de risco ou estafantes. Deveriam ser exceções à regra. Entre os servidores estaduais, porém, a realidade é outra: elas são a maioria. Quando se avalia o quadro de funcionários dos Estados e do Distrito Federal, 51% dos servidores têm direito a aposentadorias especiais.
“A exceção é praticamente a regra para os Estados e muito rapidamente as aposentadorias especiais estão onerando as contas estaduais”, diz o autor do estudo, Claudio Hamilton Matos dos Santos, técnico de Planejamento e Pesquisa da área macroeconômica do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Na lista dos aposentados precoces estão professores, que representam 31% do total; policiais miliares, que somam 15%; seguidos dos policiais civis, 5%. Apesar de os professores serem maioria, a categoria que mais chama a atenção no estudo é a dos PMs: 96%, na média, se aposentam antes dos 50 anos.

CLIQUE AQUI para ler mais.

7 comentários:

Anônimo disse...

Então que se contrate menos policiais e Alexa Salomão que pare de reclamar e faço algo pelo pais: pegue uma arma e saia às ruas (até os 65 anos de idade) para defender a população.
Essa é a solução que sociedade espera? Realmente?

Anônimo disse...

É por isso que o salário deles é baixo.
Aí sempre aparece um espertinho querendo que o parcelamento de salários abranja os servidores do Judiciário.
Ora vejam só!

Anônimo disse...

Aí os gênios Temer e Meireles querem colocar a conta nas costas dos trabalhadores da iniciativa privada.

Anônimo disse...

Polibio. A mente do politico demagógico é MAQUIAVÉLICA. Veja o Professor Que alega não ter aumento de salário. Mas tem inúmeras outras vantagens para auferir até cem por cento do seu salário NA VÉSPERA DA APOSENTADORIA. Coisa que outras classes de servidores não têm! CHAMA-SE DE GRATIFICAÇÃO DE DIFÍCIL ACESSO QUE PREMIA O PROFESSOR EM ATÉ CEM POR CENTO DO SALÁRIO GERALMENTE ANTES DELE SE APOSENTAR! São OS CABIDES DO VELHO JEITINHO DO BRASILEIRO PRA DIZER QUE ELE NÃO É CORRUPTO!

Anônimo disse...


Então a sociedade quer tratar a segurança e educação da mesma forma que os políticos tratam?

Em breve tiraremos os poucos atrativos para o pessoal que ainda insiste em trabalhar nestas áreas. Já estamos sentindo o reflexo do descaso político de vários governos na área de segurança e educação. Por analogia seria a mesma coisa que culpar os presos pelo caos que assolam os presídios brasileiros. Ou quem sabe culpar o excesso de carros que trafegam nas estradas federais e estaduais como os responsáveis pelos buracos no asfalto.

Unknown disse...

E nóis paga!!!

Anônimo disse...


A Deputada Federal Yeda Crusius ganha R$64.000,00 por mês.
A ex governadora e ganha R30.000,00 somente dos cofres estaduais.

Esta aposentadoria especial e o acumulo de salários não deveriam existir. Depois querem passar a conta da previdência para o "Zé barnabé".