Mais de 20 pessoas ligadas ao RS têm inquéritos encaminhados pelo STF a outras instâncias

Nesta reportagem, o portal G1 conta que além da abertura de inquéritos autorizados pelo ministro Edson Fachin, foi determinado o envio de informações das delações para instâncias inferiores.

Conheça cada caso:

Além da abertura de inquéritos autorizados pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), foi determinado ainda o envio para instâncias inferiores das informações contidas nas delações de ex-executivos da Odebrecht sobre mais de 200 pessoas que não têm foro privilegiado. Destas, mais de 20 são gaúchas ou têm ligação com o Rio Grande do Sul (confira abaixo as suspeitas que pesam sobre elas).

Cinco políticos ligados ao estado já tiveram a abertura de inquérito autorizada pelo STF: o chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e os deputados Maria do Rosário (PT), Marco Maia (PT), Onix Lorenzoni (DEM) e Yeda Crusius (PSDB).

CLIQUE AQUI para ler tudo.
CLIQUE AQUI para ver videos.