Executivos da OAS dizem que triplex foi customizado para atender a família Lula

Os ex-executivos da OAS Empreendimentos Fábio Yanomine e Paulo Gordilho prestaram depoimentos nesta quarta-feira ao juiz Sérgio Moro, na condição de réus.

Os dois foram categóricos ao afirmar que as mudanças no apartamento, que incluíram a instalação de um elevador para unir os andares do imóvel, foram feitas a partir de ordens de Léo Pinheiro. Segundo os dois, ele nunca deixou claro os motivos pelos quais pediu as reformas, mas disseram imaginar que o ex-presidente receberia o apartamento.

Moro – A acusação fala que a cobertura seria destinada ao ex-presidente Lula. Você tem essa informação?
Fábio – Eu nunca recebi informação ou pedido para entregar para o senhor lula, o único pedido foi que fizesse uma reforma para o ex-presidente, esse pedido foi feito assim que assumi a presidente, quem fez o pedido foi Léo Pinheiro pessoalmente..

Eles ainda afirmaram que as negociações envolvendo o tríplex eram feitas diretamente entre Léo Pinheiro e a família de Lula. Os réus, inclusive, confirmaram que houve visitas da família do ex-presidente ao imóvel, nas quais Léo Pinheiro teria determinado a execução das obras na unidade. Nos diálogos abaixo, os réus falam de visitas distintas realizadas no apartamento, sendo que na primeira estavam apenas Lula e Marisa e na segunda, Marisa e o filho, Fábio Luis Lula da Silva, conhecido como Lulinha. 

Moro – Quando teve essa visita no apartamento no Guarujá, que foram solicitadas as reformas adicionais, foi colocado que se pretendia ter essas reformas em algum período de tempo específico?
Gordilho – É.... Como o apartamento tava cru, praticamente só tinha o piso e essa mudança no quarto. Quando saí dessa reunião, Léo orientou a nossa equipe, Roberto e tal a colocar uma cozinha, alguns armários e equipamento de .. geladeira, fogão., essas coisas.
Moro – Houve alguma afirmação do Léo Pinheiro ou clientes que queriam o apartamento pronto pra uma data específica?
Gordilho – Não, não vi isso porque eles estavam andando Fabio, Marisa e Leo e a gente tava numa procissão acompanhando ali então não consegui ouvir tudo não.

9 comentários:

Anônimo disse...

Kkkk baita prova

Unknown disse...

Alguma dúvida???

Anônimo disse...

Perguntar não ofende: Se o triplex é do lula, a familia lula se mudou para o apartamento? Se o triplex é do lula, porque passado todo esse tempo não pelo menos alugado, ou seja, um triplex parado por anos pagando condominio e IPTU e ninguém morando? Se o triplex era do lula, porque a familia do lula entrou na justiça contra a OAS para reaver o pagamento que foi adiantado? Se o triplex é do lula, porque o triplex consta como propriedade da OAS, entre os bens arrolados na Recuperação Judicial da Empresa?

Anônimo disse...

Por enquanto nada juridicamente indefensável. Qualquer advogado bom de papo e BEM PAGO, (DE ONDE SAI O DINHEIRO?) resolve. Infelizmente.

NEWTON disse...

Tá certo, vou investir R$ 1.200.000,00 em reformas no apartamento, porque assim "talvez" um possível cliente o compre. É isso?

Anônimo disse...

A Pelegada sabuja não toma vergonha na cara mesmo, prova para vocês, somente uma declaração de culpa assinada pelo grande líder Luizinho Nove Dedos. Vão a PQP, deixei de ser coniventes e cegos, todas as verdades e provas do mundo é aparecem quatro abostados defendendo este corruptor ladrão???

Anônimo disse...

Enquanto isso, LÉO PINHEIRO APRESENTA PROVAS DE PROPINA NO RODOANEL EM SP: Ex-presidente da OAS apresentou documentos que comprovam o pagamento de cerca de R$ 17 milhões em propinas referentes às obras do trecho 5 do Rodoanel, em São Paulo; pagamentos teriam sido efetuados entre 2008 e 2009 a uma empresa de locação de equipamentos que teria atuado como intermediária do esquema; segundo Pinheiro, as propinas foram pagas no período em que Paulo Vieira Souza, o Paulo Preto, era diretor da Dersa; Souza é apontado como operador de campanhas do PSDB. Brasil 247.

Obvio que faltou dizer, quais são aos provas, essa teoria serve para o lula, falam....falam....mas não apresentam provas.

Anônimo disse...

Enquanto isso, JUDICIÁRIO BLINDA AÉCIO ENQUANTO PERSEGUE LULA: "No futuro, quando os historiadores estudarem a Operação Lava Jato e seus desdobramentos, bastará comparar o tratamento judicial recebido por dois políticos de expressão nacional para verificar que houve dois pesos e duas medidas", escreve o repórter Joaquim de Carvalho; "Para um, Aécio Neves, tratado como amigo, tudo em benefício. Para outro, o ex-presidente Lula, tratado como inimigo, os rigores da lei ou, às vezes, só rigores, apesar da lei", exemplifica, em reportagem no DCM.

Anônimo disse...

Esse triplex e o sítio são meras cortinas de fumaça , para que se esqueçam do seu verdadeiro patrimônio , o de seus ativos , contas numeradas e offshores no exterior. Somente da ODEBRECHT sua propina foi de R$ 60 MILHÕES .!!!