Ex-ministra do STJ, Eliana Calmon, também está na Lista da Odebrecht

A ex-ministra do STJ, Eliana Calmon, disse ao jornal Folha de S. Paulo que a Lava Jato também pegará o Judiciário.

Já pegou.

A própria Eliana Calmon foi citada na Lista da Odebrecht como beneficiária de R$ 300 mil, dinheiro usado na sua campanha para o Senado, 2014 (PSB), antes de ser nomeada ministra.

Claro que a ex-ministra não pegou o dinheiro diretamente. "Veio pelo Partido", avisou.

Por suposto.

8 comentários:

Anônimo disse...

Kkkkkkkkkk. Muito posuda.

Anônimo disse...

Percebam a manobra, falar de quem combate, igual ao que estão fazendo com o Onyx.
É uma máfia.

Carlos Mota disse...

Canalhas, ladrões, bandidos, em todos os poderes da Republiqueta Brasil.
Tá na hora de começar a pensar em pegar em armas e acabar com estas e estes cretinos ladrões que quebraram o país e causaram a morte de milhares e molhares de inocentes.
Tem que invadir aquela bosta de chamada Brasilia, matar os politicos e tacar fogo na cidade.
E então recomeçar esta Nação.

Anônimo disse...

a democracia nos trouxe até aqui, Moses Levi Mordecai (cujo nome artístico era Karl Marx) disse que a democracia era o caminho para o socialismo.

Anônimo disse...

A ex-ministra, ex candidata a Senador pelo PSB, partido golpista queria que a Lava Jato chegasse ao Judiciário, pois chegou por ela, ex-corregedora, ou seja, mais uma moralista de plantão.

Anônimo disse...

Esse Tribunal Superior é uma piada. Engano engavetaram o julgamento do plano Collor e Verão contra os bancos e os poupadores no prejuízo aguardando justiça mas.... Nas mãos dessa máfia vão morrer sem receber o que é devido pelos bancos.

Ana RIta De Luna Freire Peixoto Peixoto disse...

Assassinatos de reputações?

Anônimo disse...



OPA...! JÁ COMEÇARAM A CHEGAR NO JUDICIÁRIO??