Deixa ela falar! Um app contra o machismo no escritório

A jornalista Natalia Viri, conta na newsletter e blog Brazil Journal, editado pelo publisher brasileiro Geraldo Samor, que em 2015, um painel da South by Southwest (SXSW), evento anual de inovação e cultura realizado no Texas, discutia a escassa presença feminina nas empresas de tecnologia.

Leia a reportagem (a ilustração também é do Brazil Journal):

Na mesa, estavam a Chief Technology Officer do Governo dos EUA, Megan Smith, o então chairman do Google, Eric Schmidt, e o jornalista e biógrafo de Steve Jobs, Walter Isaacson.

Mas apesar do tema, sempre que a única mulher da mesa tentava fazer uma colocação, ela era interrompida por um dos colegas: “Sim, Senhora Smith, sei que você pode falar sobre isso melhor que ninguém, mas é que...”

A situação chegou a tal ponto que uma mulher na plateia se levantou e perguntou por que eles não deixavam Megan falar. 

O público aplaudiu de pé.

O episódio é a síntese de um problema literalmente silencioso enfrentado pelas mulheres e que, de tão comum, ganhou nome: ‘manterrupting’. 

Mesmo em cargos de autoridade, elas são frequentemente interrompidas por eles – e têm dificuldade para ser ouvidas, especialmente no ambiente de trabalho.

Para deixar claro que o problema realmente existe, a agência de publicidade BETC São Paulo — subsidiária da holding francesa Havas — lançou há pouco mais de um mês um aplicativo chamado Woman Interrupted.

CLIQUE AQUI para cler tudo.

10 comentários:

Anônimo disse...

É impressionante como a midia, mesmo a conservadora, adere a pauta da esquerda. A esquerda segue dando as cartas no ramo cultural. Essa historia de achar tudo machismo já está ficando ridícula.

Anônimo disse...

Pibo é uma CILADA!!!

Pibo não cai nessa, é mais uma CILADA da dupla de ataque "FEMINAZISMO" + "POLITICAMENTE CORRETO".

Desta maneira querem constranger os homens a expressarem suas opiniões, simples assim. Querem uma geração de EUNUCOS, chama-se MISANDRIA.

Anônimo disse...

As meninas de 18 anos e as mais veteranas já estão sentindo a pua. Metade dos caras são bissexuais, 25% boiolas e os outros 25% estão sendo disputados a tapa. Só que estes escolhem a dedo sua futura companheira. O globlalismo está conseguindo vencer graças à mídia severamente atacada pelas doenças da idiotia e do cretinismo.

Mordaz disse...

Imagina aonde estaríamos se não tivéssemos impedida Dilma? E a Graça Foster, então?

Dr. FAÇANHA disse...

MULHER FALANDO POUCO? Contem outra!

Dr. FAÇANHA disse...

MULHER FALANDO POUCO? QUAL...

Anônimo disse...

Pelo teu comentário estás sentindo muito a falta de machos no mercado ne?

Anônimo disse...

Kkkkkkk

Emmanuel Carlos disse...

Isso é conversa fiada!! é só ver o quanto Angela Merkel, Theresa May e outras falam ... e não falam pouco! Aliás, ... até Dilma fala ... o que nos coloca em situação vergonhosa.

Carlos Mota disse...

Eis uma matéria que nenhum editor, sem tomar um gole de tequila de santo antonio da patrulha ousaria publicar.
Nada soma.