Rodrigo Maia: mudança no desarmamento não tem urgência

Mesmo com a pressão da bancada federal pela "Legitima Defesa" o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (Dem), não pretende por em votação, pelos menos nos próximos dias, votação pela revogação do Estatuto do Desarmamento.

Maia defende que as pautas prioritárias no congresso neste momento sejam as relacionadas as reformas estruturantes.