sexta-feira, 10 de março de 2017

Governo propõe Planos Populares de Saúde para livrar a cara do SUS e das Unimeds

O Ministério da Saúde enviou ontem para análise da Agência Nacional de Saúde Suplementar, o seu projeto de Planos Populares de Saúde. Os planos poderão ter coparticipação maior dos usuários no pagamento dos serviços realizados (ou seja, mesmo pagando o plano, será preciso pagar um percentual do serviço), prazos maiores para agendamento de consultas e cirurgias, maior liberdade para as empresas no reajuste das mensalidades, serviços disponíveis apenas em determinada região do estado ou do país e hierarquia no acesso ao serviço especializado (o paciente só vai poder marcar uma consulta com uma especialista se receber um encaminhamento nos serviços de atenção básica).


Serão três tipos de planos: 
Simplificado, com consultas e exames simples, sem internação, exames complexos ou atendimento de urgência; 
Ambulatorial, com atendimento de média e alta complexidade, sempre posterior ao encaminhamento de um médico da atenção básica; 
Regime Misto, em que o paciente terá acesso, além dos itens anteriores, a atendimento hospitalar e terapias de alta complexidade, mediante pagamentos complementares.

O Conselho Federal de Medicina (CFM) emitiu nota pública reiterando sua posição contra a liberação. Os planos seriam limitados a consultas ambulatoriais e exames de menor complexidade, excluindo idosos e portadores de doenças crônicas, eles não vão impedir a superlotação de hospitais e unidades de saúde públicos. 

20 comentários:

Flavio Dimas Franzoi disse...

O GOVERNO E SUA BURRICE ETERNA, ESTA CAINDO DE MADURA A SOLUÇÃO, DÓRIA FEZ OS HOSPITAIS PARTICULARES TRABALHAREM PRATICAMENTE DE GRAÇA PELA TABELA DO SUS DE MADRUGADA, PORQUE NÃO UM PLANO DE SAÚDE CUJAS CONSULTAS SEJAM REALIZADAS NAS MADRUGADAS, E REDUÇÃO PODE SER TÃO GRANDE E A COBERTURA TAMBÉM, A FINAL SE VC ESTIVER PRECISANDO DE ATENDIMENTO E ESPERAR O DIA INTEIRO NAS FILAS E SE FOR DE MADRUGADA E NÃO TIVER FILAS COMO DÓRIA PROVOU, NÃO SERÁ NECESSÁRIO FAZER MILAGRES ELE JÁ FOI FEITO !!!!

Anônimo disse...

Essas funções não eram para o SUS cobrir e executar? Então devolvam nosso dinheiro extorquidores!

Anônimo disse...


O SUS é o melhor plano de saúde do mundo, admirado até por país europeus.

O grande problema são os gestores, os CCs e outras pilantragens impostas ao sistema.

Diante da piora causada por estes administradores, a saída são os planos de saúde privados, novamente o povo torna a pagar a conta (além da que já paga pelo SUS) em beneficio dos políticos safados, uma vez que beneficiando os planos de saúde, certamente receber algum beneficio financeiro.

Mordaz disse...

Isto é uma forma de cobrar pelo que a constituição dá de graça.

Anônimo disse...

A solução passa por impor limites ao uso do SUS, e a população migrar para planos privados, com o aumento da carteira de clientes os preços vão baixar, mas também podemos deixar o acesso ao SUS para quem queira mas com coparticipação no SUS. Isso talvez diminua a necessidade de uma reforma na previdência como estão propondo.

Anônimo disse...

Não me venham falar de saúde!!! TODOS os problemas da área foram resolvidos com a chegada dos cubanitos do "Mais Escravos Cubanos". Com a palavra, 99,99% da população que defendeu e defende essa excrescência, que nos custou e custa os tubos, enriqueceu e enriquece a ditadura mais longeva das Américas, não resolveu e nunca resolverá nada e enganou e engana muito trouxa por aí. Que vão pedir para os curandeiros cubanos para lhe prestarem assistência... Não são os "grandes" entendidos e "salvadores da pátria" já que sabem apalpar bem?

Anônimo disse...

Sr. Flavio Dimas Franzoi, se informe melhor antes de emitir comentarios como esse. As tabelas do SUS não cobrem os custos dos hospitais e as dos convenios muitas vezes deixam margens muito baixas. Hospitais por todo o Brasil estão fechando, atrasando salários, não estão se modernizando......alguns poucos hospitais muito grandes em grandes cidades podem suportar isso que Doria fez.
Planos mais baratos de saúde são uma escolha do usuário. A super regulação da ANS matou o sistema. Se eu quero um plano limitado mais barato é um direito meu que hoje não existe (pais super regulador não permite).

Anônimo disse...

Quanta gente falando coisas que não sabe aqui. Se informem quanto o SUS paga e quanto custa um hospital !!!! Brasil: um pais de tolos!

Anônimo disse...

Cidadão tem que aprender a cobrar atendimento do SUS.

Isso é outra armadilha.

Anônimo disse...

Com a criação do SUS, explodiram os planos de saúde.
Agora, passados 30 anos, os planos estão capengas e o SUS, em geral, é ruim.
Bem, o mesmo vai acontecer com a previdência.

Anônimo disse...

Simples, como todo e qualquer governo, o objetivo é proteger as corporações. O presidente da ANS é ex-presidente da CNS que representa os estabelecimentos de saúde. Para atendimentos simples já existem várias empresas que prestam este serviço sem a necessidade de um plano. O problema é que estas empresas estão concorrendo com os grandes planos de saúde e portanto devem ser criados mecanismos de proteção as grandes empresas que a ANS representa. Também com a criação de planos mais baratos, as empresas podem embolsar o dinheiro de exames simples e de consultas e não precisa ressarcir o SUS. Já quando o caso é complexo, deixa para o SUS. Ou seja, ficam com o filé e deixam o peso para o SUS. Mais uma maracutaia para beneficiar os mesmos.

Anônimo disse...

Imagina o pior. Dá uma olhada em Portugal para conhecer o sus deles.

Anônimo disse...

Eu tenho um plano de saúde adicional. Mas sou obrigado a contribuir para o SUS e a firma que me atende também o faz. Portanto assiste-me o direito de usar esse sistema público quando e como quiser. Qual a razão para ressarcir o SUS se os aderentes aos planos e as próprias empresas já estão pagando para manter o atendimento universal?

wagner britto disse...

Este ministro é mafioso! É uma raposa cuidando do galinheiro! Se o cidadão tem direito à assistência integral e universal gratuita como pode um governante propor o esvaziamento disso? A população envelhecendo e o gênio tira da cartola uma "solução" que exclui idosos. Qual o interesse?

Anônimo disse...

TEMER FOI ALIADO DE ANOS DA PILANTRONA 7% A DILMETRALHA LESA PATRIA, SAO FARINHAS DO MESMO SACO, EM 2018- TCHAU QUERIDO, SOU TUCANA

Anônimo disse...

tudo q o governo toca se trasnforma em feces, instantaneamnete, que governo? qualquer um, veja a merdanha q a barchelet esta fazendo en chile? os koreanos mandaram pra casa a dilma da korea, NAO SAO OTARIOS, os koreanos sabem das coisa

Anônimo disse...

SOMOS UM PROJETO FALIDO DE NAÇÃO...

Anônimo disse...

EXATAMENTE. ACHO QUE É UMA GRANDE IDÉIA. PRIMEIRO. JÁ ESTA NA HORA DO GOVERNO PARAR DE SUSTENTAR A MAFIA DO SUS QUE FINGE QUE TRATA DIS POBRES IGNORANTES QUE NÃO SABEM O QUE É UM PRINCIPIO ATIVO DA MEDICAÇÃO QUE ESTÃO TOMANDO. SEGUNDO. CRIANDO PLANOS POPULARES VAI PERMITIR RECURSOS PARA A GRANDE CLASSE MÉDIA QUE E MAIS EXIGENTE E MAIS FISCALIZADORA E QUE VAI ENTRAR COM PARCELA DO CUSTEIO. ISTO VAI SERVIR PARA REDUZIR O BURACO DO DESVIO FEITO NO SUS QUE ATENDE AS PREFEITURAS DO INTERIOR ONDE A MAIORIA DAS VERBAS SÃO EMBOLSADAS PELOS PREFEITOS OU SEUS LARANJAS (GERALMENTE O SECRETÁRIO DA SAÚDE). A CRIAÇÃO DE VÁRIOS PLANOS VAI PERMITIR SABER ONDE OS RECURSOS ESTÃO SENDO APLICADOS E QUE TIPO DE CATEGORIA MEDICA OU HOSPITALAR ESTÁ ROUBANDO MAIS.

Anônimo disse...

O SUS é um sistema falido por definição. É um poço sem fundo. Quanto mais dá, mais tem que dar. Cobre desde tratamento de piolho até transplante de "cérebro" e mudança de sexo! Um sistema assim não tem como dar certo. É muito bonito na teoria, mas na prática é uma clamidade. Nunca dará certo, pois os que menos contribuem são os que comem a maior fatia do bolo. Você aí, que sempre pagou através dos seus impostos e nunca usou, quando chegar sua vez não encontra nada, pois os aqueles que nunca puseram um centavo chegaram antes e levaram tudo. Sem contar que os estrangeiros (haitianos, senegaleses e outros excluídos) que nunca deram nada para o "SUIS" estão usando (e usando bem!), o sistema que você pagou e continuará pagando.

Anônimo disse...

Até quando tivermos prefeitos ignorantes e motoristas de ambulância como secretários da saúde, os municípios, que levam a maior carga da assistência, estarão f*d*d*s. Bem feito! Babam ovo de deputado, governador, senador e a gentalha de Brasília e como recompensa, assumem tudo. Um bando de paspalhos. Eram esses também que apoiaram os "Mais Médicos". Cadê os cubanitos do "mais médicos" para socorrerem as prefeituras? Sabem de uma coisa, esses prefeitos tem é mesmo que tomar lá onde o sol não bate!