Calçadistas temem que embargos de carne provoquem falta de couro

O setor calçadista gaúcho teme que embargos para valer da carne brasileira conduzam a menos abate de gado, o que significará falta de couro para a indústria.

Num caso como este, só a importação do insumo resolverá.

Só que com couro caro.

O site do Jornal NH, Novo Hamburgo, sede da maior região produtora de calçados do Brasil, publica esta tarde uma completa reportagem sobre o assunto, inclusie com, gráficos. CLIQUE AQUI pra ler e ver.


3 comentários:

Anônimo disse...



Desta vez, nem o mercado interno da carne vai salvar a crise do setor, causada por políticos corruptos.

Quando o mercado externo não comprava a carne brasileira, o mercado interno absorvia, mas os preços baixavam para o consumidor final.

Agora nem com preços baixos o povo quer comer carne, os empresários vão ter que esperar a poeira baixar.

Anônimo disse...

Bom a crise foi causada pela iniciativa privada. A tão sempre honesta e eficiente iniciativa privada.

Anônimo disse...

Mas como estes calçadistas reclamam. Se o dolar esta forte, reclamam. Se está fraco pouco aumentam a produção. Agora a carne? Mas antes que vendiam boi como nunca, não repassaram este item abundante com desconto.

Daqui a pouco vão reclamar do planeta Nibiru.