Atos públicos privilegiaram apoio à "Lava Jato até o Fim !"

Correio mancheteou os atos pela Lava Jato.

Embora o número tenha sido bem menor de participantes em relação a outras manifestações anteriores, o protesto deste domingo em defesa da operação Lava-Jato e do juiz Sérgio Moro, em Porto Alegre e em 100 outras cidades brasileiras, demonstraram vigor incomum diante do boicote que desta vez produziram centrais sindicais como a Força Simndical, entidades como Fiesp e Partidos como PMDB e PSDB, que nas ocasiões anteriores apoiaram os protestos;

A mídia, sobretudo a Globo, ignorou as manifestações quase por completo.

O Correio do Povo de hoje foi o único jornal gaúcho que abriu manchete para registrar a notícia.
Os discursos também focaram outros temas, entre os quais, “política não é profissão, fim do foro privilegiado, a gente acaba com STF ou o STF acaba com o Brasil, Lula na cadeia, e não à anistia do Caixa 2”