segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Melhora da confiança projeta recuperação do mercado de trabalho

O indicador antecedente de emprego (IAEmp) atingiu 95,6 pontos em janeiro, o equivalente a uma alta de 5,6 pontos na margem, de acordo com os dados divulgados há pouco pela FGV. Com isso, o índice atingiu seu maior patamar desde maio de 2010. 

A elevação do IAEmp refletiu a expansão de seus componentes referentes à confiança no período, principalmente os relacionados à indústria. Já o indicador coincidente de desemprego (ICD) alcançou 102,6 pontos no mês passado, o que corresponde a um recuo de 1,0 ponto ante dezembro. Assim, o ICD interrompeu trajetória de quatro altas consecutivas. A melhora dos indicadores sugere alguma desaceleração do ritmo de enfraquecimento do mercado de trabalho, que deverá se dar até o terceiro trimestre deste ano. 

O emprego tende a reagir de forma defasada à melhora da atividade econômica esperada para o ano.

Um comentário:

Anônimo disse...

12,5 milhões de desempregados e com viés de alta e o editor chapa branca fazendo sua parte ao bajular o governo golpista é usurpador que apóia.