Em primeira instância, Justiça reconhece vínculos trabalhistas de motoristas com Uber

A Justiça do Trabalho de Minas Gerais reconheceu a existência de vínculo empregatício de um motorista e a Uber. A decisão foi emitida pela 33ª Vara do Trabalho, em Belo Horizonte.

Com isso, a empresa terá de pagar horas extras, adicional noturno, recolher FGTS, férias e 13º salário proporcionais, aviso prévio, além de outras multas previstas pela lei trabalhista.

A Uber, que é líder mundial entre os aplicativos de transporte privado de passageiros, anunciou que vai recorrer da decisão.

17 comentários:

Anônimo disse...

A "justiça do trabalho" vai conseguir o que os taxistas não conseguiram: acabar com o UBER. E nós, usuários pagamos a conta do protagonismo judicial.

Anônimo disse...

Ahahahhaah! Por que não sentimos vergonha disso?

Anônimo disse...

A solução é acabar com a "injustiça do trabalho", mas sabe como é, no país dos adEvogados, impossível ...

Anônimo disse...

Ao anônimo das 15:22... A "justiça do trabalho" acaba com diversas empresas todos os dias e nem nos damos conta disso.

Anônimo disse...

Vocês leram a decisão do meretríssimo? Chega a ser assustadora a obtusidade do rapaz. O carl marques deve estar orgulhoso do pupilo acéfalo.

Vandeco disse...

Justica do trabalho so existe no Brasil. Enquanto existir o Brasil estara em constante atraso. CLT do tempo do Getulio.

Vandeco disse...

Justica do trabalho so existe no Brasil. Enquanto existir o Brasil estara em constante atraso. CLT do tempo do Getulio.

Vandeco disse...

Justica do trabalho so existe no Brasil. Enquanto existir o Brasil estara em constante atraso. CLT do tempo do Getulio.

Anônimo disse...

Para o Uber isso é muito bom.
Mostrará ao mundo,o que é verdadeiramente a Legislação Trabalhista do Brasil.
É o inferno.
Patrão tem que trabalhar pra pagar empregado que não faz nada.
Uber pensou que o "brinquedinho"aqui era fácil.Nada disso.
Os caras começam anjinhos e depois vão para a "Justiça"do Trabalho saquear o bolso do empreendedor que lhe deu bóia.
Estrangeiro que se informa,não investe no Brasil.

Emmanuel Carlos disse...

Bem .... e alguém acha que isso foi à toa?

Anônimo disse...

O Brasil não tem jeito, os marginais dos táxis conseguiram destruir com o serviço de primeiro mundo do UBER, mas com os competentes e democraticamente zelosos préstimos do mesmo judiciário que libera facilmente estupradores "recuperados " para estuprarem de novo, assassinos para assassinarem de novo e que muitas vezes não prende corruptos que continuam a delinquir, tudo dentro da lei é claro!

Anônimo disse...

Marginais de toga? Vao destruir o Brasil.

Gustavo disse...

é o começo do fim p/ o uber..

Anônimo disse...

Ou seja, querem fazer de tudo para inviabilizar o serviço que é ótimo.O aplicativo funciona perfeitamente no mundo inteiro, menos aqui na mundiça! Lixo de país!

LUIS SILVA disse...

KKKKKKKKKKKKKKKK QUE MÁFIA , SÓ PENSAM EM SÁLARIOS E MORDOMIAS , O RESTO DO POVO QUE SE FU.......................

Anônimo disse...

Depois querem chorar porque o Brasil não cresce..................

Enquanto existir esses Robin Hoods não há geração de empregos.


Só não existe mais desemprego porque no comunistão do Brasil é proibido demitir..............

Anônimo disse...



Aquele motorista do Uber que foi espancado no Carrefour em PoA, como está?

Pelo que sei os agressores estão presos, e a vitima foi dispensada pelo Uber, após consertarem o carro dele.

A maior empresa de transporte de passageiros do mundo, não tem um único carro sequer.