Eike é novamente levado a depor na Polícia Federal

O empresário Eike Batista, que está preso preventivamente desde o dia 30 de janeiro, voltará à sede da Superintendência da Polícia Federal (PF) do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira, como um dos acusados pelo Ministério Público Federal nas operações Eficiência e Calicute.

Será a segunda vez que a justiça ouvirá Eike, que preferiu, no primeiro depoimento, ficar em silêncio e disse que somente falaria em juízo. As operações Eficiência e Calicute são resultado de investigações que tiveram início com a força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro e resultaram em dois pedidos de prisão contra o ex-governador Sérgio Cabral, acusado de chefiar uma quadrilha que cobrava propinas para garantir vantagens a empresário s e destinou ao grupo de Eike Batista US$ 16,5 milhões.

3 comentários:

sempre mais disse...

Mudinho, esperando o acordo de soltar todos os bandidos.

sempre mais disse...

Ele sabe que não vai ficar muito tempo na cadeia. Tem muita grana pra comprar a liberdade. O Brasil é o país dos criminosos.

Mr. Lincoln disse...

Cadê a peruca do Eike? É uma prótese, tipo perna mecânica, que se ele usasse agora estaria andando com muletas. Coisas da polícia, que deveria estar na fronteira caçando contrabandista de arma e traficante de droga, e não enchendo o saco de rico...Para ganhar o que?...