sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Acaba a greve criminosa dos policiais militares do Espírito Santo

Acabou a criminosa greve da PM do Espírito Santo. Desde as 7h de hoje, os policiais militares voltaram às ruas do Estado.

Ao lado, fac simile do acordo.

Esta manhã, muitas mulheres de PMs continuavam com barreiras na frente de alguns quartéis, mas a polícia militar já está nas ruas das principais cidades do Estado.

Os PMs assustaram-se, ontem, quando o Exército assumiu o aparato de segurança pública e iniciaria expurgos e controle da PM.

O acordo prevê punições para os 700 policiais militares acusados pelo motim.

Não há referência a aumentos salariais.

A crise abalou totalmente a confiança no governador Paulo Hartung, que pretendia ser candidato à sucessão de Michel Temer.

O governador demonstrou fraqueza e falta de pulso.

16 comentários:

Anônimo disse...

Não será sábado a partir das 7 horas ?

Anônimo disse...

Vão divulgar nome e ocupação de trabalhos dos 'mortos' ?

Anônimo disse...

dois erro Políbio : criminosa e domingo.

Emmanuel Carlos disse...

Donde vem a notícia?

Anônimo disse...

Crime é que os policiais estão sofrendo por causa do roubo desses vagabundos corruptos que são os políticos.

Cambirella Cam disse...

Criminoso é o salário que é pago à eles Sr. editor.
Vá o Sr. lá subir morro tomando tiro e ao final do mês não conseguir sustentar sua família pra ver se o Sr. teria a mesma opinião.
Falar de longe de uma sala com ar-condicionado é fácil.
Agora, falar das mordomias e benesses que tem políticos e judiciário vocês falam.
Bando de saf....

Cambirella Cam disse...

Entra num "camburão da Brigada" para uma batida lá na Restinga que eu quero ver se o Sr. vai achar greve de policiais criminosa. Experimenta!

Anônimo disse...

Criminoso é um PM arriscar a vida nas ruas pra prender bandidos por dois mil e pouco e um juiz, bem protegido dentro do gabinete, ganhar vinte mil e tanto mais auxílio moradia pra solta-los!

Anônimo disse...

Na opinião de certos imbecis, existe "a PM" e "a população como um todo"... Existem os "médicos" e "a população como um todo"...Existem os professores, os funcionários dos necrotérios e os "garis da limpeza urbana"... e "a população como um todo", né?? Que azar: quem não faz parte da "população como um todo" está perdido no Brasil..."Policial, Professor, Médico, Gari, Funcionário de Necrotério"...ou "não faz parte da população como um todo"...ou "entrou nisso porque queria..ninguém obrigou".."não tá satisfeito, pede pra sair..."...Eu conheço esse tipo de discurso: Pior que tem gente que, SEQUER É VAGABUNDO PETISTA, e fala assim...é só um filho da puta mesmo, SEM ser petista....

Jose Mourao disse...

Pergunta : O senhor estaria satisfeito em trabalhar durante 7 anos sem nenhum reajuste de salario ??? Então o senhor está sendo injusto !... A quem quer agradar ???!!!! Criminoso é não ter coletes , armas, viaturas, etc, etc... Não fale coisas desconexas... !!!... Já tem idade pra isso... A PM é uma policia de estado.... Tem direito a fazer greve sim senhor... Que historia é essa ??? Os filhos dos policiais estão passando necessidades !... Olhe a sua credibilidade !....

Anônimo disse...

resta saber como serao recebidos pela população que ficou a mercê dos criminosos...

Unknown disse...

"Dormindo com o Inimigo"... abrindo as pernas para desertores!!!
Qual acordo vai ser feito com as famílias das 120 vítimas da chacina resultante do abandono da frente de trabalho pelos policiais???
Como ficam as vítimas de depredação e roubo do seu patrimônio e negócios???
Realmente, o crime compensa, no Brasil!!!
Só falta abonarem o ponto dos desertores!!!

Nelson disse...

Greve não é crime, teoria do vampeta faz de conta que paga, faz de conta que trabalha. O nosso distrito mal administrado da nisso, um só vereador no distrito não tem debate, ora distrito da California e Florida próximo século podera haver uma nova negociação. Que pena.

Anônimo disse...

Voltam com as mãos sujas de sangue e cheios de razão este que foram manipulados pela esquerda que quer acabar com eles e incendiar o país. Eta povo burro.

Anônimo disse...

Não faltou pulso firme, discordo, assisti uma entrevista do governador onde ficou claro que o motim ocorreu por razões políticas. A palavra da moda agora é "austericidio" a causa do motim começa por aí.

Emmanuel Carlos disse...

Volto a comentar! A greve é criminosa, sim!
Pelo que se vê, a PM foi sindicalizada, e o viés da greve foi político.
Demais disso, essa conversa indulgente da sociedade, se encostando nos amotinados, unicamente porque eles tem armas em seu poder, não ajuda em nada.
Some-se a isso o fato de que os elementos passaram a se considerar "funcionários públicos", ou seja, já não são mais uma "polícia militar" e sim, uma "polícia uniformizada".
Agora, a conta dos mortos precisa ser distribuída em graus de responsabilidade; pergunto: os amotinados armados dirão que não tem haver com isso? Difícil de acreditar.