quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Redação será mantida na avaliação do Enem, contrariando boatos nas redes sociais

O ministro da Educação, Mendonça Filho, reafirmou o compromisso de manter a avaliação de redação no Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem.

Em coletiva, ontem, o ministro reforçou que as informações que circularam nas redes sociais sobre o fim da redação no exame são falsas. “Nunca foi cogitado, em qualquer modalidade que seja de aplicação do Enem, no ano de 2017, parar com a redação”, ressaltou.

Ele disse ainda que apenas 77 alunos conseguiram a nota máxima na redação do exame, realizado em dezembro, em um universo de mais de 6 milhões de candidatos. Outras 291 mil foram anuladas ou receberam nota zero.

4 comentários:

Unknown disse...

Só tem que parar com temas populistas na redação... sigam o exemplo da Fuvest, da USP, São Paulo!!!

Anônimo disse...

Acho necessário mas, ao mesmo tempo, acho injusto. Uma mesma redação pode receber as mais variadas notas, dependendo de quem seja o corretor. Fora que um mesmo corretor vai analisar com mais cuidado as primeiras redações, após um tempo ele vai tá de saco cheio de tanto ler.

Unknown disse...

Políbio: atualize os comentários com mais frequência... não dá para saber a repercussão das postagens... tá muito devagar!!!

Anônimo disse...

Boatos, rebeliões, incêndio de ônibus, ataque a prédios públicos, saques organizados, ataques a policiais. Já vi o filme em 2006, quando um grupo politico fez uma aliança com o PCC em São Paulo.