Prefeito de Canoas diz que Jairo Jorge gastava R$ 200 mil de dinheiro público com segurança privada

O novo prefeito de Canoas Luiz Carlos Busato (PTB) denunciou ontem que seu antecessor, Jairo Jorge (ex-PT, agora PDT), onerava os cofres públicos em R$ 183 mil mensais para o custeio de segurança privada para si e sua vice, Beth Colombo.

Jairo Jorge negou.

O ex-prefeito, que se elegeu duas vezes pelo PT, disse que a proteção despendia apenas R$ 91,5 mil ao mês, alegando que a Guarda Municipal não poderia incumbir-se da tarefa por não ter porte de arma.