Miami não será mais cidade santuário para imigrantes ilegais

Com medo das ameaças de cortes de verbas anunciados pelo presidente dos Estados Unidos, a prefeitura de Miami informou que não será mais uma "cidade santuário" para imigrantes ilegais.

O prefeito do condado de Miami-Dade, Carlos Gimenez, disse que irá rever suas políticas, cortando a proteção aos clandestinos que morarem na cidade. Ele pediu ainda que as forças policiais cumpram as ordens vindas de Washington. Em todos os EUA existem cerca de 300 "cidades-santuário", onde as autoridades políticas e policiais se recusam a prender e deportar imigrantes clandestinos. As maiores são Nova York, Los Angeles e São Francisco, que não aceitam deportar imigrantes ilegais. (ANSA)


6 comentários:

Tataum disse...

Crise é oportunidade:

CAMPANHA COLONIZADORA

Você, europeu desesperado com o inferno imposto pelos socialistas e seus aliados islâmicos, faça como seus antepassados e venha colonizar o Brasil. Necessitamos de mais pessoas inteligentes, sensíveis e empreendedoras para reconstruir a civilização ocidental, pois aqui também é América!

O Profeta da Nova Ordem disse...

Trump está salvando a FAMÍLIA NORTE AMERICANA! ALGUÉM COLOCA MORADOR DE RUA PARA DENTRO DE SUA CASA, PARA MORAR COM A SUA FAMÍLIA? Políticos cínicos, foram golpeados nos EEUU... Façamos o mesmo aqui no Brasil! A Família Brasileira vai agradecer!

Fernando Bender disse...

Os EUA poderiam devolver o Hawaii para ele mesmo, Puerto Rico, e do Texas a Nevada, até a Califórnia. Estes três últimos foram roubados do México.
Que façam o muro por ali.

Anônimo disse...

Kkkkk

Unknown disse...

Dá-lhe Trump!!!

Anônimo disse...

BOA, O TRUMP CUIDA DE SEU PAÍS