segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Marchezan e Schirmer discutem Plano de Segurança em Porto Alegre

Em reunião realizada hoje a tarde na Prefeitura de Porto Alegre, o secretário estadual de Segurança Cezar Schirmer e o prefeito Nelson Marchezan Júnior trataram da elaboração de ações conjuntas e  unificadas para a execução do Plano Nacional de Segurança na Capital.

Os trabalhos começam em 15 de fevereiro e contarão com a participação de órgãos federais, estaduais e municipais. Na Capital, o foco será a redução dos índices de homicídio e o combate à violência doméstica. “Porto Alegre necessita de políticas específicas e ações emergenciais, em curto, médio e longo prazo”, afirmou
Schirmer.

A reunião, no Paço dos Açorianos, contou com a presença de representantes da Brigada Militar, Polícia Civil e das secretarias e órgãos municipais que atuam na área da segurança.

11 comentários:

Façanha, o advogado do povo disse...

Violência doméstica??? Somos governados por perfeitos cretinos. O problema em tela é POLÍTICO: Vivemos na NOVA COLÔMBIA, quem manda na Sociedade são os cartéis, o "problema prisional" é apenas a PONTA DO ICEBERG. O Temer politicamente é um parvenu, não vai ser ele que irá mudar a situação. Os militares têm é de ocupar Brasília, não presídios. Ou convoquem logo ELEIÇÕES GERAIS! O governo Temer é uma carroça conduzida por cocheiro cego e puxada por cavalos mancos.

Anônimo disse...


Mais de dois anos se passaram e apenas agora o governo do Polenta, está planejando ações para a segurança dos contribuintes.

Enquanto isto 24 horas por dia e ininterruptamente por anos a fio, a bandidagem se articula e organiza, aliás, o próprio nome já diz tudo; crime organizado. Talvez seja o que está faltando aos governos.

Mas enquanto as ações governamentais, não são postas em prática, oremos e paguemos a conta.

Anônimo disse...

Schirmer, como ex-Prefeito de Santa Maria, tem dicas quentíssimas, do tipo pinga fogo, para Marchezan quando o tema é segurança!

Anônimo disse...

Marcham e Doria estão no caminho certo.

Anônimo disse...

As parcerias são importantes, mas se não houver valorização dos profissionais que arriscam a própria vida em defesa da sociedade, as medidas serão inócuas. Aguardemos o resultado da Renegociação da dívida que o Governador faz e que, ao que tudo indica, trará mais conflitos para a já sofrida área da Segurança Pública...

Anônimo disse...

Nós eleitores temos algumas sugestões para o prefeito que contribuirão para a mudança da cidade:

1) Os órgãos de fiscalização (SMIC principalmente) precisam que se reestabeleça o convenio com a BM para fiscalizar com segurança.
2) Voltar a fiscalizar o comercio ilegal, a Smic deve fiscalizar de forma preventiva e não reativa;
3) A SMAM voltar a fiscalizar a poluição visual na cidade que esta carregada de propaganda irregular;
4) A Vigilancia de saude trabalha também somente movida a denuncia, também deve ter uma rotina diaria de fiscalização nos vários pontos comerciais de porto alegre.
5) Os container de lixo organico devem ser lavados periodicamente, não tem saida;
6) O Pessoal morando embaixo das pontes e na praça da Matriz tem ate barracas com moradores dentro dos canteiros;
7) Um balcão central onde o cidadão possa solicitar qualquer serviço que por um motivo ou outro não está funcionando, nem todos tem Internet e o serviço 156 terceirado não funciona para todos os casos (muitos pedidos não são aceitos pelo telefone);
8) As faixas de segurança em alguns pontos da cidade inexistem, falta pintura;
9) O tempo de sinaleira para o pedreste atravessar a rua em alguns pontos deve ser reavaliado, dá a sensação que os segundos são marcados de forma diferentes em algumas sinaleiras.
10) O calçamento público esta muito quebrado na área central, "Eu amo, eu curto" do Fortunati se preocupou mais em cobrar do cidadão;
11) Coloque como regra para o funcionário público municipal, principalmente setores com balcão de atendimento, a obrigação de resolver o problema do cidadão quando houver meios para faze-lo e não empurar para outro setor ou telefone. Alguns prédios da prefeitura chegaram ao cúmulo de trabalharem com as portas de acesso ao prédio fechadas para não atender, com é o caso do Arquivo Municipal.

Anônimo disse...

a frase é bombástica e vai para o Livro dos Records;
“Porto Alegre necessita de políticas específicas e ações emergenciais, em curto, médio e longo prazo”

Anônimo disse...

ESTE ENCONTRO FOI SÓ PARA FOTOS,NADA MAIS QUE ISSO.PODEM APOSTAR.É AQUELE ENCONTRO QUE VAI PARA ASSUNTO DA MÍDIA.MAS SEM NENHUM RESULTADO.

Anônimo disse...


Um dia antes Schirmer o ex prefeito de Santa Maria aparecia na midia nacional no caso da boate Kiss. Já demonstrou que de segurança não entende nada, foi uma forma do PMDB afastar este cidadão do triste escandalo com 242 mortos e 680 pessoas feridas.

Anônimo disse...

Também acho que segurança é importante mas primeiramente é responsabilidade do estado.
Porto Alegre tem muito a fazer que é responsabilidade exclusiva da prefeitura que foi abandonada pelo Prefeito Fortunati. Retomar os serviços na cidade que está em primeiro plano, senão vai ficar enrolando com grandes ações e dando desculpas para não fazer o tema de casa. Já vimos isto acontecer com as grandes obras de Fortunati e a cidade ficou toda quebrada.

Anônimo disse...

Ao anonimo das 22:01


Guarda esta lista porque o Marchesan já disse que não tem dinheiro nem para pagar o funcionalismo. Vai parcelar os salários dos servidores, então a frase de campanha "Eu sei como fazer" já foi esquecida. A pratica do politico em campanha é prometer tudo , depois basta dizer que não tem dinheiro e não sabia que a situação era tão ruim assim... Mas não é culpa só dos politicos, já não encontro o pessoal que assume que votou no Marchesan nas ruas.