quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Lamachia pede a Temer correção da Tabela do IR

O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, pediu ao presidente Michel Temer, o reajuste da Tabela do Imposto Sobre a Renda das Pessoas Físicas (IRPF).

Para ele, “a inexistência de correção diminuiu a faixa de imunidade e eleva o número de contribuintes afetados”.  Além disso,  a correção aplicada  é inferior à inflação e ofende diversos comandos constitucionais. Entre eles, o da dignidade da pessoa humana (artigo 1º, III).

7 comentários:

Unknown disse...

Finalmente algo útil na ação da OAB!!!
Chega de confisco(roubo) do dinheiro dos assalariados brasileiros pela via da não correção da Tabela do IR!!!
Que o governo exerça sua "criatividade" perniciosa analisando as Folhas do Judiciário!!! Que se alcancem os que ganham polpudos!!!

Anônimo disse...

Milagre a OAB defendendo o cidadão. Pensando bem estão defendendo o próprio bolso.

Anônimo disse...

Depois de 14 anos de PT lembraram que não corrigem o IR nem pela inflação?Qual nome vc daria para esses 14 anos sem correção e sem cobrança das instituições?

Anônimo disse...

O maior confisco já praticado no Brasil.
Agora querem outro, via reforma da previdência, o sujeito vai pagar e não vai receber.
Tudo para manutenção das castas.

Anônimo disse...

"Não atualizar o valor dos rendimentos na Tabela de IR" - O NOME DISSO É ROUBO !!!!

REPETINDO -- ROUBO! ROUBO ! ROUBO !

Anônimo disse...


Temos que saudar e parabenizar o pedido da OAB, fora de ideologias ou de partidarismos, políticos ou não, mesmo que até então pudesse ela estar afastada da defesa dos anseios da população. A OAB é um dos chamados "representantes da sociedade civil organizada"; se esperarmos que "outros" representantes da indústria nacional, dos bancos e associados, das grandes corporações, assim como de sindicatos e suas federações, associações de classe, conselhos profissionais, etc. o façam em nome dos "brasileiros", pode esquecer!!

Uma tabela defasada (fazendo justiça, pois sou apartidário) desde os tempos de fhc, que é considerado por parte da mídia e pousa de bonzinho, a tabela pode ser comparada ao famigerado fator previdenciário que tungou e tungará até a morte, milhares de aposentados do país, inventado por conta da inteligência de uma tal Claudia Costin, à época, do governo do sociólogo e, mantidos (tabela defasada e fator) durante o governo "delle e della",

A tabela do IRSS (= Imposto de Renda sobre Salários) de acordo com noticias de há pouco está defasada em aproximados 80%, o que significa que a cada R$ 100,00 (cem reais) pagos, R$ 80,00 deles estão sendo "tomados", para ser gentil com as palavras.

Se não for via OAB é hora de os brasileiros ativos e inativos (os considerados como Classe Média -- a mesma que a socióloga do parttido -- aquelle – que disse que "tem nojo" e que são os que pagam o imposto com essa inaceitável truculência tributária, defasada em quase 20 anos ) precisam, a exemplo dos acontecimentos recentes, irem para as ruas não para PEDIR, mas para EXIGIR a imediata correção da vergonhosa tabela!!

Anônimo disse...


EM TEMPO E PARA FAZER JUSTIÇA EM RELAÇÃO AO COMENTÁRIO ANTERIOR: A Associação Comercial e Industrial de Novo Hamburgo (que também precisa ser parabenizada), fez pedido idêntico em carta endereçada ao Ministro Meireles em janeiro de 2016 quando informava que a defasagem na tabela era de 83,12%, conforme publicação nessa coluna. Pelo visto, a carta não chegou às mãos do Ministro...