Fraude na compra de tornozeleiras eletrônicas causa prejuízo de R$ 12 milhões ao RJ

O Ministério Público do Rio de Janeiro já apurou que as fraudes na licitação e desvios em contratos de serviços de monitoramento de presos com tornozeleiras, deram prejuízo demais de R$ 12 milhões. As fraudes aconteceram na Secretaria de Administração Penitenciária do Estado, onde cinco pessoas são acusadas.

Quatro ex-funcionários públicos manipularam os termos aditivos ao contrato original. Segundo o MP, em 2012 e 2013, a renovação anual foi obtida com a apresentação de pesquisas de preço fraudadas. O consórcio recebia R$ 660 por tornozeleira já a concorrência oferecia R$ 240,95 e R$ 450.

12 comentários:

Anônimo disse...

Puta que pariu... que país é este meu deus do céu... só tem ladrão e corrupto gerenciando os recursos públicos...

Anônimo disse...

A Democracia Militar fez em 20 anos com orçamentos anuais de 70 bilhões, muito mais que a "Democracia Civil"está fazendo a 32 anos com 700 bilhões de orçamentos anuais.Para onde vai essa dinheirama heim? É só fazer umas continhas de aritimetica.Será que a mão grande corre solta em todos os niveis de governos do Brasil? Cada enxadada, umas minhocas.

Unknown disse...

E depois querem dinheiro federal para bancar a esbórnia

Anônimo disse...

ISSO TAVA NA CARA QUE IRIA ACONTECER.

Anônimo disse...

O Rio de Janeiro sempre famoso, nas midias policiais.Deus seja Louvado e tenha Misericórdia do povo Fluminense.

Anônimo disse...

Cada vez mais me sinto um trouxa trabalhando para sustentar minha família com honestidade e pagando exorbitantes impostos. A cada notícia desse tipo me desespero, porque ninguém é punido e o dinheiro não é devolvido, desaparece. Que país é esse? Onde vamos parar? 12 milhões de desempregados, pagamos saúde, educação e segurança em dobro. Muda Brasil

Luiz Vargas disse...

Impressionante o que está aparecendo de gente desonesta em tudo quanto é canto!
No Salgado Filho uma servidora pública que ia para "Paris" encontrou uma carteira no balcão de check in e ao invés de procurar devolver a legítima dona, pegou os euros da carteira e tentou se desfazer do resto no vaso sanitário de um banheiro do aeroporto.
Não sei se a decadência ética e moral deste país algum dia terá solução.
O que era sistêmico se tornou epidêmico e parece não haver cura!

Anônimo disse...


Ali-babá ficaria envergonhado.

Não é a toa que até o ex-governador do estado está preso.

Só falta agora prender os outros.

Unknown disse...

E o Rio de Janeiro continua lindo... e o resto se explodindo!!!

Justiniano disse...


Está certo um ministro do STF que disse quando puxa uma pena num caso de corrupção, sai uma galinha, eu diria que vem um aviário inteiro.

Anônimo disse...

Estado governado pelo PMDB, não poderia esperar outra coisa

Anônimo disse...

"deram prejuízo demais de R$ 12 milhões"
Onde se escreve demais, leia-se de mais. Elementar meu caro Políbio. Sua gramática está pedindo um revisor.