Depoimento, Francisco Milman, advogado (Jerusalém, domingo) - Ele era tratado como um dos nossos, mas praticou um atentado terrorista contra nós

- Francisco Milman é gaúcho, advogado, e mora em Israel.

Faz dez dias que estou em Israel. No domingo retrasado, oito de janeiro, como todos sabem, houve um atentado terrorista praticado por um árabe-israelense, ou seja, cuja família reside em Jerusalém. Era um cidadão israelense, que vivia e aqui usufruía de todas as benesses que um estado de direito democrático e desenvolvido pode oferecer. Eu estava próximo ao local do atentado, na estação central de ônibus desta cidade impressionante, a apenas algumas quadras do local turístico, para onde uma excursão dos soldados fora levada, um mirante do qual se vê toda a cidade.Percebi que muitos dos israelenses que passavam por mim, muitos soldados inclusive, estavam abatidos e cabisbaixos. 

Alguns choravam. Afinal, o ataque teve como alvo um grupo de jovens soldados, homens e mulheres, que faziam um passeio em grupo.

Quatro soldados, três mulheres e um homem, morreram na hora. O ataque se deu por meio de um caminhão que o terrorista árabe lançou sobre os jovens, covardemente.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

17 comentários:

Anônimo disse...

Os valores da sociedade brasileira estavam sendo destruídos paulatinamente pelo partido que foi expulso do poder em 2016.
Temos de reaver o que foi perdido na esteira da corrupção e da incompetência.

Anônimo disse...

Segundo boa parte de nossa imprensa, como sempre isenta, democrática e na procura da verdade dos fatos disse apenas que um caminhão havia matado alguns israelenses. Esta parte imprensa vale tanto quanto a palavra e a responsabilidade moral de Lula que disse que a crise no Brasil seria apenas uma marolinha....

Anônimo disse...

e o Papa comunista argentino recebe no Vaticano o tal lider de um lugar a que chamam de Palestina...

Anônimo disse...

MALDITOS PORCOS MUÇULMANOS...

Anônimo disse...

Parabéns para Israel, a única Democracia naquela atrasada região !
Defendam-se destes doidos....

Anônimo disse...

Se os militares de 64 tivesse permanecido no poder, sem a guerrilha gramscista dos vermelhos que destruíram o paraíso que plantaram, estaríamos num padrão de vida tão bom como o de Israel ( sem a guerrilha palestina ).

Anônimo disse...

Prezado anônimo das 17:56, tomo a liberdade de informar que aquele território na qual está instalado o estado de Israel é chamado a milênios de Palestina. Quando foi reenvindicado na década de 1940 a posse destes territórios pelos Sionistas, penso, modestamente, que estes (os israelitas) deveriam ter tomado e eliminado todos os os Palestinos da Palestina. A história recente nos mostra que a convivência harmonica destes dois povos no mesmo espaço é impossível. É notável perceber, também, que um dos povos envolvidos na disputa tem um histórico não muito favorável em compartilhar o mesmo ambiente com outros povos. Falando apenas de épocas mais recentes, eles foram expulsos da Inglaterra no séc. 13, da França no séc. 14, da península iberica no séc. 15 e não eram queridos pelos Germânicos na década de 1930.
Em termos probabilisticos é muito remota a harmonia entre os Israelitas e qualquer outro povo, portanto façam a coisa certa: persigam, matem e expulsem todos os Palestinos. Certamente assim vocês vao poder viver em paz

Anônimo disse...

eu nao sou judeu, mas se fosse, teria o maior orgulho de Israel...

poucos povos, pouquissimos, teriam a força para construir o país que eles construiram em meio a praticamente todas as condições adversas...

uma terra seca, arida, longe de tudo, rodeada de inimigos, e no entanto, se fez nascer um país desenvolvido e democratico...

olha, só mesmo gente de muita fibra para conseguir tal façanha...

a brasileirada jamais entenderá o senso de ordem e uniao que rege os israelenses...

os islamicos sao contemporaneos dos judeus, ambos povos de longuissima data de existencia, e no entanto ate hoje nao conseguiram sequer criar uma democracia naquele lugar...

Anônimo disse...

MALDITOS PORCOS COMUNISTAS QUE CHAFURDAM NA LAMA ALHEIA!

Fernando Bender disse...

O democrático estado de Israel, desde 1946 invade terras que a ONU declarou como pertencentes à Palestina, tal qual fosse o Brasil invadir as terras do Uruguai.
Pensem um pouco, está isto correto? Uma coisa não justifica a outra, mas como nós reagiríamos se fossemos invadidos?
Vocês são inteligentes, confio na vossa capacidade de concluir sobre os fatos.
Abraços!

Anônimo disse...

Temos que construir presídios de segurança máxima para esses assassinos: caminhões, bombas, fuzis... Já pistolas e facas não devem ficar presas junto com os outros porque ainda são "dimenor".

Anônimo disse...



Todo suporte aos bravos Judeus israelenses! Milhoes de bracos fortes e silenciosos os protegem. Os meus inclusos.

sao paulo disse...

esse papa argentino nunca falou um ai da violencia que mata o brasileiro nas ruas, abatidos como porcos, papa? kkkkkk isso ai e' uma fraude

Anônimo disse...


A cultura por lá é outra, é olho por olho e dente por dente, para já.

Os militares são vistos de outra forma e não tem direito dos manos.

Desde a mais tenra idade, se aprende nas escolas a como se defender do inimigo.

Anônimo disse...

onde tem vermelhos tem mentiras -vide a imprensa que é vermelha
psol, pdt, rede e pt lixos nanicos ainda bem que foram corridos nas urnas

Anônimo disse...

Ainda bem que Trump apoia isarel,israel é o povo escolhido de deus o estado de isarel fica no centro do mundo e nao é atoa ou concidencia é plano de deus é só olhar o mapa, os vermelhos piram pois odeiam os israelitas

Anônimo disse...

israel tem muita terra ainda que lhe pertence que nao está em suas maos,mas em breve vao se aproapirioa do qeu lhes foi dado por heranlça divina foi promessa de deus a abraao,, leiam a obra missionaria chamada da meia noite que tem muitas noticias e materias que esclarecem muito sobre os conflitos e historia do perseguido israel, israel fez brotar no deserto, é o pais que está todos os dias na noticia, é tudo biblico, leiam - OBRA MISSIONARIA CHAMADA DA MEIA NOITE, ajuda a esclarecer p quem é leigo e pra quem se interessa pelo q ocorre diariamente ao povo do oriente medio toda aquela regiao de arabes, judeus, palestinos......