segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Carmem Lúcia homologou delações da Odebrecht na Lava-Jato

Depois de passar o fim-de-semana trabalhando nos depoimentos colhidos por juízes auxiliares do Supremo Tribunal Federal no caso Lava-Jato, a presidente do STF, Carmem Lúcia, homologou, na manhã desta segunda-feira, as delações premiadas dos ex-executivos da Odebrecht.

O material será encaminhado ainda nesta segunda-feira à Procuradoria-Geral da República, que vai analisar os termos das colaborações e decidir quais serão os próximos passos.

As informações foram confirmadas pela assessoria do STF. Ao homologar as delações, a ministra não retirou o sigilo do processo. Por isso, o conteúdo dos depoimentos ainda não pode ser tornado público.

8 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
sempre mais disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Romulo Pereira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

esta dona nao me convence é petralha de carterinha, na epoca dos bandidos dos mensaleiros disse que eles nao eram quadrilha

Anônimo disse...

Não quebrou o sigilo porque não quis!!! Ora, o processo dos ladrões políticos e empresários, não está em NENHUMA VARA JUDICIAL DE FAMÍLIA, onde obrigatoriamente tem o o chamado SEGREDO DE JUSTIÇA. Provavelmente tem gente muito graúda do atual governo enrolado, que ela calou-se. No meu sentir, errou, porque não sendo da VARA DE FAMÍLIA o processo, deveria abrir o sigilo para que bandidos e ladrões não sejam mais eleito.

Anônimo disse...

Segundo o editor, essa hipótese era um "delírio" de quem divulgou...

Anônimo disse...

Bueno, uma vez homologadas as delações, não tem mais volta, mesmo que o próximo relator seja dos quadros da ORCRIM. Tá feito!