quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Carmem Lúcia faz demagogia com o caloteiro governo do Rio

A decisão da presidente do STF, Carmem Lúcia, de liberar o bloqueio de R$ 180 milhões das contas do Rio, tudo por não ter pago o que deve para a União, é demagógica e inaceitável.

Rápido no gatilho, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, retaliou.

O Rio, como Minas e RS, estão em crise porque seus governos foram ineptos, demagógicos, populistas, patrimonialistas, aventureiros, voluntaristas, gastadores e absolutamente irresponsáveis. Leia-se governos Sérgio Cabral, Antonio Anastasia e Tarso Genro. Seus sucessores, doa a quem doer, terão que continuar comendo o pão que o diabo amassou, pelo menos até ajustarem as contas públicas dos seus Estados.

Como se sabe, Cabral, Anastasia e Tarso foram eleitos pelos povos dos seus Estados, que não souberam escolher e preferiram o caminho fácil do papo furato da troika.

13 comentários:

Anônimo disse...

Barbárie este caso.
Enquanto isto, nossa ex governadora, que não abre mão da generosa pensão vitalícia paga pelo falido estado do Rs, não se constrange em ganhar a vaga de seu desafeto e aumenta ainda mais sua renda familiar. Marquesan deve estar gargalhando ... que tapa com luvas de pelica...

Façanha, o advogado do povo disse...

Carmem Lúcia demagoga? Mas que desplante, desse Políbio...

Anônimo disse...

Falou curto e grosso a iminência parda da presidência da república. Não sei quanto aos outros estados, mas bem que os recursos(créditos) da lei Kandir poderiam ser liberados para o RS. Pelo que sei isso é só vontade política.

Cap Caverna disse...

Esses ministros e ministras do STF, não são imparciais em suas decisões, e o entendimento deles, vai depender de quem pede! Infelizmente, quem não sabe votar, paga pelos erros de suas escolhas. Aqui no RS, uma multidão de sem cérebros e asnos, elegeram em pouco mais de dez anos, dois jumentos apocalípticos , o Zé Gamba no inicio da década e depois os Pavão Canalha, e agora, meus conterrâneos, vamos chorar lagrimas de sangue, até(não sei quando), a situação melhorar.

Anônimo disse...

Sorry,
Mas no caso do RS souberam escolher,sim.
Aconteceu que o arquétipo montado pelo sr.Tarso,naquele momento,era quase imbatível,e perdemos mais uma gestão da srªYeda,que tinha produzido "déficit zero".
Mas quem não erra?
Nós rio-grandenses,cometemos grande erro,assim como foi na eleição do Truta.
O ministro tá certo.
Deveria,na metade do mandato,haver um blebiscito.Se o cara mantiver a mesma postura de candidato,tudo bem;se não,fora.
O problema,é após eleito,o cara vira num Nabucodonosor.

Anônimo disse...

Ainda bem que nós rio-grandenses,(que não significamos mais nada para o Brasil)temos por colegas de dívidas astronômicas,dois estados queridinhos do Brasil:Minas e Rio.
Então,tudo que for doado pra eles,tem de vir pra nóis também.
Sim,porque até na previsão do tempo da Globo,não raro,somos discriminados,pra
não dizer quase sempre.
Quem nos mandou sermos brasileiros por opção?

Anônimo disse...

Os políticos do Rio agradecem para continuarem empurrando os problemas com a barriga.Vejo como piores políticos do Brasil, os do Estado de Alagoas, do Maranhão e em terceiro lugar os do Rio carregando um troféu de honra ao mérito. A Ministra por acaso não pediu a contrapartida ou seja, saída de todo o grupo que está desgovernado desde Cabral?

Anônimo disse...

Essa mulher é uma baita comunista... proteje bandidos e governos corruptos... o Brasil já era...

Anônimo disse...

Não adianta Lei de Responsabilidade Fiscal,Pec 241 etc...se os poderes não falarem a mesma lingua.Até poderia concordar com a "ministra" neste caso, se houvesse contrapartida, todos que fazem parte desse desgoverno do Rio, desde a indi gestão Cabral,teriam que cairem fora, já prejudicaram muito o Estado.Fazer o que essa gente quer sem cobrança, só dá asas para que outros maus gestores também façam o mesmo, é a mesma coisa da impunidade que impera no país.

Anônimo disse...

Com tantos anos votando em petralha esperar o que?

Anônimo disse...

O modelo de federação do Brasil fracassou.
O resto é conversa mole.

AHT disse...

Não se trata de preconceito, mas o Brasil não é o único país em que o Poder Político (Executivo, Legislativo e, portanto as indicações de maior relevância para a Justiça), está em mãos dos políticos das regiões menos desenvolvidas e "ricas" em eleitores cabrestáveis. Em nome da pobreza e miséria justificando verbas e mais verbas para essas regiões e seus políticos. Aos Estados que produzem e geram a maior parte das receitas federais, o castigo: produzir, pagar impostos e abastecer as contas pessoais desses malditos bandidos-politicos, e aos seus pobres e miseráveis eleitores que se contentem com as migalhas que sobram das festas, almoços e jantares. nababescos e pra lá de imorais.
Não há mais justificativas para a atual República Federativa dá Banania.

Anônimo disse...

ESTA CARMEM LUCIA COLOCA SEUS OCULOS DE SOL SE MAQUIA BEM E VAI VISITAR PRESIDIOS... MAS AS FAMILIAS Q ESTAO CHORANDO SEUS MORTOS ASSASSINADOS POR ESTES BANDIDOS ELA NAO VISITA, O QUE ESPERAR DESTA DONA SE ELA FOI A FAVOR DOS MENSALEIROS DISSE QUE ELES NAO ERAM QUADRILHA, ESTE STF NAO TEM CREDIBILIDADE NENHUMA AFINAL DOS 11 MINISTROS 8 FORAM INDICADOS PELO PT