Carmem Lúcia faz demagogia com o caloteiro governo do Rio

A decisão da presidente do STF, Carmem Lúcia, de liberar o bloqueio de R$ 180 milhões das contas do Rio, tudo por não ter pago o que deve para a União, é demagógica e inaceitável.

Rápido no gatilho, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, retaliou.

O Rio, como Minas e RS, estão em crise porque seus governos foram ineptos, demagógicos, populistas, patrimonialistas, aventureiros, voluntaristas, gastadores e absolutamente irresponsáveis. Leia-se governos Sérgio Cabral, Antonio Anastasia e Tarso Genro. Seus sucessores, doa a quem doer, terão que continuar comendo o pão que o diabo amassou, pelo menos até ajustarem as contas públicas dos seus Estados.

Como se sabe, Cabral, Anastasia e Tarso foram eleitos pelos povos dos seus Estados, que não souberam escolher e preferiram o caminho fácil do papo furato da troika.