Só Para Porto Alegre - Você percebe mais Brigada nas ruas ?

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Senado bate de frente com STF e mantém Renan na presidência

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) não aceitou a decisão liminar do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou o seu afastamento da presidência do Senado. Senadores da Mesa Diretora assinaram um documento para não cumprir afastamento de Renan.

De acordo com o documento, a Mesa Diretora do Senado irá aguardar decisão do plenário do STF. O oficial de Justiça que iria notificar Renan deixou o Senado depois de quase seis horas de espera e confirmou que Renan não assinou notificação.

Ao não reconhecer o documento, Renan tenta ganhar tempo para aguardar a decisão definitiva do plenário do STF. Para isso, ele busca apoio de parlamentares que fazem parte da Mesa Diretora da Casa. A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) admitiu que alguns senadores concordam que Renan não deve assinar a notificação.


A ideia seria que o presidente do Senado só pode ser afastado quando houver consenso entre os ministros do STF, e não em medida provisória decidida por decisão monocrática, como ocorreu.

19 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns Senador o Brasil ainda não é a Venezuela...nem a Alemanha Nazista para ser comandada por barnabé do estado policialesco.. nem pela vontade popular de uma minoria fascista que não respeita a lei... ..ainda somos uma democracia.

Anônimo disse...

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

Isso que o Renan fez é uma afronta. Nenhum cidadão deste país pode usurpar do PODER em benefício próprio. Determinação judicial LIMINAR cumpre-se, assina-se a citação/notificação e ingressa de imediato com a CONTESTAÇÃO ou outro recurso próprio.

Não pode é não aceitar, e esperar pela decisão do Pleno do STF que inclusive já foi convalidada quando afastou o Eduardo Cunha. Quem está na linha de sucessão do Presidente, e seja réu em algum processo (caso do Renan), tem que se afastar da função, que no caso infelizmente, foi só da Presidência do Senado.

Beira a insanidade para ele, perder o cargo que manipulava a seu bel prazer. Amanhã o STF vai só confirmar a LIMINAR, e por evidente que haverá alguns votos contrários , que já sabemos serão dos benfeitores políticos que estão na corte, o nome todos já sabem.

Anônimo disse...

Sempre achei que para o Brasil avançar precisariamos passar por uma crise institucional(sem violência), mesmo sabendo que o povo seria o mais prejudicado, pois o momento chegou.... a república está se desmoronando e torço para que os paragdimas sejam quebrados,o brasileiro tem hoje as redes sociais para se informar e se manifestar.

Anônimo disse...


República de bandidos.

E ninguém faz nada.

Anônimo disse...

Quer dizer que a decisão monocrática do Teori que afastou o Cunha valeu e essa do Renan, não?

Anônimo disse...


O Congresso deve ser fechado imediatamente.

Uma organização criminosa.

Anônimo disse...

Renan Calheiros e Lewandowski rasgaram a Constituição Federal para proteger a Dilma no seu Impeachment. E agora Renan? Como fica a Constituição em relação ao seu afastamento?

ARS disse...

Se ficar por isso mesmo, essa Banânia vira zona de uma vez.

Anônimo disse...


Meio fraco este Oficial de Justiça, aqui no RS o Polenta se escondeu e o oficial o localizou, só não pode fazer o seu trabalho, porque vários dos jagunços do Polenta o seguraram. Sim, temos jagunços aqui no RS também.

Magno disse...

Concordo que o Renan é uma afronta à Nação, mas pior, MUITO PIOR, seria o Senado ser governado por um partido inteiro de ladrões.

Anônimo disse...

o senado até pode sustar processos, mas só os que forem POSTERIORES à diplomação. O crime pelo qual Renan JÁ É RÉU é anterior à atual diplomação dele no cargo de senador.

É só ler o artigo invocado na própria justificação. Senado dançou legal e Renan dançou feio hoje. Deu um tiro do pé que vai para história.

Rosenara disse...

A lei precisa ser cumprida, ou se fecha logo o senado, a permanência do Renan no Senado é uma vergonha, todo mundo sabe que ele não tem legitimidade, tem que começar de alguma forma, presidencia do Senado tem que ter o minimo de ficha limpa. assume o Viana, mas em breve ele tbm vai ser réu, moral esta tudo na merda kkkkk, mas não se pode deixar como está, há é bandido, é réu, mas deixa ele lá?? Se a lei funcionou para tirar o Cunha, tem que ser igual para o Renan

Anônimo disse...

Esse filme já passou em meados de 1963, é uma reprise com mais emoções, coisa boa não virá pela frente, o Brasil está entregue as traças, General Ernesto Geisel tinha razão com sua frase histórica.

Anônimo disse...

Ordem judicial se cumpre não se discute. Isso vale para qualquer mortal, menos para o Senador Renan Calheiros, Governador Sartori (pode ser coincidência, mas ambos do PMDB).
O que me espanto é pessoas como o jornalista REINALDO AZEVEDO (que acabou de cair violentamente no meu conceito) agora passam a defender Renan Calheiros (Alvo de doze investigações) simplesmente porque se ele sair da Presidência do Senado a pauta das reformas econômicas estariam ameaçadas.
Sou anti-PT, mas me espanto em ver que aqueles que falavam em legalidade do impeachment (e era legal mesmo), agora defendem alguém investigado em DOZE procedimentos (e já réu uma ação) apenas por questões ideológicas. Concordo com parte do projeto do Teto de Gastos, mas ele deve ser realizado dentro da moralidade.
A crítica (muito justa, diga-se) ao PT era: para eles os fins justificam os meios. Cometiam as mais bizarras ilegalidades em nome de um fim (como no caso das pedaladas, que seriam justificadas pelo investimento em programas sociais). E Agora? não se faz o mesmo? Em nome de uma pauta (justa ou não, aqui não entro no mérito) procura-se defender alguém que é réu, investigado em doze procedimentos e ainda está na linha de sucessão presidencial...
Enquanto a LEI não for o farol que guia esta sociedade hipócrita, o Brasil não irá progredir.

Anônimo disse...

LIMINAR não vale, tem que ser decisão, nessa o Mello pisou no tomate, não teve coragem de tomar uma decisão monocrática. isso tudo foi para atrasar a votação da PEC pois ele sabe que vai perder na decisão final.
É muita sacanagem. Já sabia que o Rnean sairia em fevereiro e quis mellar a votação.
Joel

Anônimo disse...

Só no Brasil mesmo. O Sr. Renan desrespeita a ordem de um juiz do STF. Então se o Sergio Moro mandar prender o Lula, é só dizer que ele não vai ser preso e pronto.

Anônimo disse...

Também aquela mesa diretora do Senado está mais é para leões de chácara do
Renan do que para senadores. E o Renan como dono daquele bordel.

Anônimo disse...

Por muito menos Cunha está "in galera". Renan pensa que é insubstituível e intocável e muita gente acredita. Teve o mérito de unir o STF contra si. Agora ou o STF confirma a liminar ou se desmoraliza de vez. Vamos conferir o "poder das malas do Renan".

Anônimo disse...

Kkkkkk kkkkkk a tal da LEGALIDADE.....