Polícia Federal indicia oito professores envolvidos em grossas denúncias de corrupção na Ufrgs

Na Ufrgs, a Polícia Federal encontrou aulas práticas de corrupção.

Os estudantes e professores da Ufrgs que protestam diariamente contra o governo Temer e a PEC do Teto dos Gastos, mais uma vez calam diante das investigações sobre corrupção, desta vez ocorridas dentro da própria Ufrgs. 

A Polícia Federal já tomou o depoimento de todos os presos na Operação PhD, que foi deflagrada na sexta-feira. A apuração da Polícia Federal revelou que um grupo criminoso se utilizou da coordenação de projetos na área da Educação em Saúde com objetivo de desviar recursos, especialmente de dois programas ligados à Escola de Enfermagem da UFRGS: o de Educação em Saúde Coletiva (PESC) e o de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGCol). No total, oito pessoas foram indiciadas no inquérito elaborado pela PF. O valor dos projetos sob suspeita é de R$ 99 milhões. Até o momento, foi comprovado desvio em torno de R$ 5,8 milhões. A fraude consistia em inclusão de bolsistas sem vínculo com a UFRGS para receber bolsas de até R$ 6,2 mil.

Foram ouvidos: Simone Chaves, principal articuladora da fraude, Unisinos; Sergio Nicolaiewsky, ex-vice reitor da UFRGS e atual diretor-presidente da Fundação de Apoio à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs), o professor Ricardo Burg Ceccim, um dos coordenadores do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGCol) da Escola de Enfermagem, o professor Alcindo Ferla, que atua na Escola de Enfermagem da UFRGS, Marisa Behn Rolim, servidora da universidade e secretária do PESC/PPGCol, e a filha dela, Priscila Behn Rolim Coronet .

Todos tiveram prisão temporária decretada pela Justiça Federal e o prazo vence na terça-feira. 

Na sexta-feira, também prestou depoimento, depois de ser alvo de condução coercitiva, o médico Hêider Aurélio Pinto, ex-secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde e que obteve título de mestre na UFRGS sem frequentar as aulas.

18 comentários:

Unknown disse...

A ORCRIM, A UFRGS E O PROGRAMA PÁTRIA EDUCADORA!!!
O DESASTRE ANUNCIADO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA!!!
É SÓ VER OS INDICADORES INTERNACIONAIS!!!
SOMOS RABEIRA!!!
SÓ A VENEZUELA NOS SALVA!!!

Anônimo disse...

Não vi nenhum protesto para impedir a roubalheira que se instalou dentro da UFRGS, Agora o roubo é feito pelos Doutores, não mais pelos marginais. E na ordem de milhões.

Anônimo disse...

Tô dizendo que a petrahlhagem está do lado dos corrptos. No caso dos professoresnem podem alegar que não tiveram estudo.

Anônimo disse...

Mais que BARBADA obter MESTRADO sem frequentar as aulas!!!
Que baita credibilidade tem uma instituição(?) destas. É uma verdadeira
ARAPUCA!!!

Anônimo disse...

Tô dizendo que a petrahlhagem está do lado dos corrptos. No caso dos professoresnem podem alegar que não tiveram estudo.

Anônimo disse...

Professores? CANALHAS SEM VERGONHA NA CARA. Petistas ladrões. Os sites desta camarilha ladra está com centenas de comentários de gente REVOLTADA contra esta cafajestada. 99 milhões! E fazem invasões - OCUPAÇÕES CRETINAS - bloqueios de ruas, gritam golpe, mas na verdade querem é continuar roubando. ATÉ QUANDO teremos que ver tanta canalhice de petistas?

Anônimo disse...

O judiciário brasileiro é a pjor corporação que existe. A mais nefasta, mais lerda e mais corrupta.

Esse Ricardo ja esteve envolvido em varios esquemas e na justica nada ocorre.

Assim como diversos politicos e apadrinhados tem ações na justiça e nada anda.

Então das duas uma, ou a justiça é incompetente ou ela é corrupta. Eu acho que é o segundo, até pq corrupções não é só em dinheiro, tem cargos, indicações, apadrinhamentos...

Anônimo disse...

È o pt em ação a favor dos amigos.

Unknown disse...

Que se crie, urgente, o curso de Gestão Fraudulenta na UFRGS!!!
Podem aproveitar os "educadores" de esquerda para faturar algum!!!

Anônimo disse...

Cadeia é pouco para estes lixos

Anônimo disse...

Acho que a PF deve olhar todos os outros cursos e suas políticas de bolsas e verbas.

Assim como devem ser analisados os concursos para professores e funcionários da universidade, nos últimos 15 anos. Devem ter admitido só PTralhas.

Anônimo disse...

Se está assim nos programas de pós graduação e phd, imagina nestes cursos de gestão a distância que credencia à cargos públicos.

Anônimo disse...

E OS BABACAS LÁ NA FRENTE FAZENDO PROTESTO CONTRA A PEC.O PROTESTO VERDADEIRO É ESTES ALUNOS FILHINHOS DE PAPAI,QUE ESTUDAM EM COLÉGIO PARTICULAR E DEPOIS VÃO PARA A UFRGS TIRAR O LUGAR DE QUEM REALMENTE PRECISA,CONTRA ESTES PROFESSORES PETISTAS LADRÕES.ESTE É O PROTESTO QUE ESTES IMBECIS TÊM QUE FAZER.ESQUECEM ESTA TAL PEC.TEM QUE PROTESTAR CONTRA A ROUBALHEIRA INSTITUIDA PELO PT NO BRASIL.CAMBADA DE VAGABUNDOS.

Anônimo disse...

Nicolaiewski uma pessoa madura, experiente, deixar se envolver com esse tipo de crime? Foi ex vice Reitor da UFRGS e agora Diretor Presidente da FAURGS envolvido em roubo? O que se pode esperar das Instituições? É vergonhoso ver isso tudo. A UFRGS era o orgulho do povo gaúcho, formava profissionais brilhantes em todas as áreas, principalmente na área médica. Nós o povo que trabalhamos e entregamos o nosso suor para manter essa Universidade, não podemos deixar assim. O PODER EMANA DO POVO, vamos à luta.

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo das 11:29 h. Do jeito que está, acho que devem realmente serem investigados todos os cursos e inclusive os concursos. Quanta gente deve ter estudado e se preparado para um concurso e ter sido lesado por interesses escusos de grupos dentro da Universidade.

Anônimo disse...

Tudo o que era público foi invadido e roubado. Esperamos que a Justiça faça sua parte e que esse recurso desviado seja devolvido para a UFRGS

Anônimo disse...

Por estas e outras são contra a PEC 55, querem boca livre sempre.

Anônimo disse...

Cadê a ocupação nas universidades agora?